Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Venda da Cepisa vai acabar com o apartheid energético, diz ministro - Jornal Brasil em Folhas
Venda da Cepisa vai acabar com o apartheid energético, diz ministro


O ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, avaliou hoje (26) que a venda da Companhia Energética do Piauí (Cepisa), distribuidora da Eletrobras, vai acabar com o apartheid energético no país. Venceu a única proponente, a Equatorial Energia S.A., no leilão executado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), na B3, bolsa de valores de São Paulo.

“Temos as regiões Norte e Nordeste com uma energia de qualidade mais baixa, pagando um preço mais caro, em condições de abastecimento totalmente diferenciadas do resto do país. Isso não é saudável”, disse o ministro.

Romeu Rufino, diretor geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), prevê que ocorrerá um desconto tarifário inicial de 8,52%, tendo em vista o desequilíbrio de custos identificado na concessão atual da distribuidora. Além disso, a vencedora do leilão terá de devolver a outorga de R$ 95 milhões à União.

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Ronaldo Fonseca, disse que o leilão foi um sucesso. “A iniciativa privada está somando com o governo para melhorar a vida dos usuários do Piauí”, disse. “O consumidor terá um serviço com mais qualidade e com preço razoável, isso é o que o governo queria”.
Resistência

O presidente da Equatorial Energia, Augusto Miranda, disse que a resistência dos trabalhadores contra a privatização é natural. E citou exemplos da atuação da empresa no Pará e Maranhão, onde houve essa transição. “O processo foi muito tranquilo, de diálogo com os sindicatos, que são muito aguerridos. Mas a gente conseguiu estabelecer um diálogo muito sério, mostrar os benefícios”, disse.

Leilão

No leilão, seria considerada vencedora a proponente que oferecesse o lance com maior índice de deságio na flexibilização tarifária, que deveria ser acima de zero. A Equatorial Energia SA ofereceu, em envelope lacrado, o índice de 119 pontos.

A Cepisa foi a primeira das seis distribuidoras da Eletrobras a ser privatizada. No último dia 18, o BNDES havia afirmado que manteria a realização do leilão no dia 26, após uma decisão judicial ter suspendido uma liminar que impedia o leilão das subsidiárias da Eletrobras.

Edição: Fernando Fraga

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212