Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Aug de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Restos mortais de militares dos EUA são retirados da Coreia do Norte - Jornal Brasil em Folhas
Restos mortais de militares dos EUA são retirados da Coreia do Norte


Os restos mortais de militares norte-americanos que combateram durante a guerra da Coreia foram transferidos da Coréia do Norte na noite de ontem (26), já sexta-feira (27) no horário local da península coreana.

A informação foi divulgada por meio de um comunicado da Casa Branca. A entrega dos restos mortais dos soldados dos Estados Unidos era parte acordo entre o presidente Donald Trump e o líder norte-coreano, Kim Jon-Un, celebrado em junho, Cingapura.

Segundo o comunicado da Casa Branca, uma aeronave C-17 da Força Aérea norte-americana partiu de Wonsan, na Coréia do Norte, transportando os restos mortais que correspondem a um ainda desconhecido número de militares americanos. Eles foram transferidos para a Base Aérea de Osan, na Coréia do Sul.

“Os Estados Unidos têm uma profunda dívida de gratidão para com aqueles membros das forças armadas norte-americanas que deram suas vidas a serviço do país. Estamos trabalhando diligentemente para trazê-los para casa, diz o texto do comunicado emitido pela Casa Branca.

Uma cerimônia formal de repatriação será realizada em 1º de agosto. Depois disso, os restos mortais serão levados para um laboratório para identificação no Havaí.

Acordo

A entrega desses restos mortais era um dos pontos do acordo celebrado entre Trump e Kim Jong-Un, para o restabelecimento das relações entre os dois países, além da desnuclearização completa da península.

Desde 1990, a Coréia do Norte repatriou os restos mortais de 340 soldados. De acordo com o governo norte-americano, cerca de 8 mil militares americanos desapareceram na guerra da Coréia. Do total, aproximadamente 5.300 estariam localizados na Coréia do Norte. A guerra na península coreana aconteceu há 68 anos.

No Twitter, o presidente Trump agradeceu a Kim Jong Um pelo gesto. “Depois de muitos anos será um grande momento para muitas famílias. Obrigado, Kim Jong Un”, escreveu.

Edição: Kleber Sampaio

 

Últimas Notícias

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep
Estimativa do mercado financeiro para inflação sobe para 4,15%
Maduro diz que aceita colaboração do FBI, mas impõe condições
Disputa entre EUA e Turquia afeta as bolsas asiáticas
Secretário dos EUA discute com brasileiros defesa na América do Sul
Programa Um Olhar sobre o Mundo entrevista o fotógrafo Paulo Vitale
Após explosão em Ipatinga, sindicato quer mais segurança
Morre em São Paulo Cláudio Weber Abramo

MAIS NOTICIAS

 

Convenção do PSDB lança candidaturas de José Eliton, Marconi e Lúcia Vânia
 
 
ANP faz tomada pública sobre preço de etanol nas usinas
 
 
China e União Europeia se unem para apoiar comércio multilateral
 
 
Gabinete de intervenção vai comprar munição para polícia do Rio
 
 
PSDB confirma Alckmin como candidato a presidente da República
 
 
Álvaro Dias é oficializado candidato à Presidência pelo Podemos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212