Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Restos mortais de militares dos EUA são retirados da Coreia do Norte - Jornal Brasil em Folhas
Restos mortais de militares dos EUA são retirados da Coreia do Norte


Os restos mortais de militares norte-americanos que combateram durante a guerra da Coreia foram transferidos da Coréia do Norte na noite de ontem (26), já sexta-feira (27) no horário local da península coreana.

A informação foi divulgada por meio de um comunicado da Casa Branca. A entrega dos restos mortais dos soldados dos Estados Unidos era parte acordo entre o presidente Donald Trump e o líder norte-coreano, Kim Jon-Un, celebrado em junho, Cingapura.

Segundo o comunicado da Casa Branca, uma aeronave C-17 da Força Aérea norte-americana partiu de Wonsan, na Coréia do Norte, transportando os restos mortais que correspondem a um ainda desconhecido número de militares americanos. Eles foram transferidos para a Base Aérea de Osan, na Coréia do Sul.

“Os Estados Unidos têm uma profunda dívida de gratidão para com aqueles membros das forças armadas norte-americanas que deram suas vidas a serviço do país. Estamos trabalhando diligentemente para trazê-los para casa, diz o texto do comunicado emitido pela Casa Branca.

Uma cerimônia formal de repatriação será realizada em 1º de agosto. Depois disso, os restos mortais serão levados para um laboratório para identificação no Havaí.

Acordo

A entrega desses restos mortais era um dos pontos do acordo celebrado entre Trump e Kim Jong-Un, para o restabelecimento das relações entre os dois países, além da desnuclearização completa da península.

Desde 1990, a Coréia do Norte repatriou os restos mortais de 340 soldados. De acordo com o governo norte-americano, cerca de 8 mil militares americanos desapareceram na guerra da Coréia. Do total, aproximadamente 5.300 estariam localizados na Coréia do Norte. A guerra na península coreana aconteceu há 68 anos.

No Twitter, o presidente Trump agradeceu a Kim Jong Um pelo gesto. “Depois de muitos anos será um grande momento para muitas famílias. Obrigado, Kim Jong Un”, escreveu.

Edição: Kleber Sampaio

 

Últimas Notícias

Saúde libera recursos para atender moradores da região de Brumadinho
Justiça determina prisão preventiva de acusado de espancar paisagista
Irmão de mulher espancada diz que ainda está chocado com a violência
Flamengo pede mais prazo para decidir sobre indenização de vítimas
Profissionais que atuaram em Brumadinho serão monitorados
Auditores descobrem 158 Kg de cocaína na fronteira com a Bolívia
Governo determina medidas de precaução para barragens em todo o país
Bolsonaro irá ao Congresso entregar texto da reforma da Previdência

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212