Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Aug de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Anatel fará estudo sobre impacto da alienação de bens reversíveis - Jornal Brasil em Folhas
Anatel fará estudo sobre impacto da alienação de bens reversíveis


O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou hoje (26) que vai elaborar um estudo sobre o impacto da bvenda de bens reversíveis sobre as concessões de telefonia. O prazo para conclusão do estudo é de 90 dias.

“Existe uma preocupação com o potencial impacto econômico na concessão com a alienação desses bens, dado o relevante valor econômico, quando considerados em seu conjunto”, disse o presidente da Anatel, Juarez Quadros.

O estudo ficará a cargo da Superintendência de Competição da Anatel. Segundo Quadros, muitos pedidos das operadoras são polêmicos e, por isso, é necessário um estudo econômico sobre o impacto que tais alienações podem gerar nas revisões tarifárias.

Bens reversíveis são aqueles ligados à prestação do serviço e que devem ser revertidos ao Poder Público ao término da concessão, independentemente de terem sido transferidos ao concessionário ou por ele incorporados durante a execução do contrato.

O conselho resolveu preparar o estudo após o adiamento da decisão sobre processos que pedem a desvinculação de imóveis da listas de bens reversíveis e dois dias depois de a agência ter liberado parte de um imóvel da Telefônica, em São Bernardo do Campo, São Paulo. Nesse caso, a Anatel informou que a medida foi tomada após a decisão da prefeitura de São Bernardo de desapropriar parte do imóvel.

Ao tomar a decisão, a Anatel impôs a condição de que a Telefônica reaplique o valor recebido pela alienação do imóvel na prestação do serviço de telefonia fixa. A empresa também terá que apresentar o comprovante dos recursos recebidos com a transação e o documento que demonstre a aplicação do dinheiro na concessão.

Além da elaboração do estudo de impacto econômico, o Conselho Diretor da Anatel aprovou ainda a realização de consulta pública sobre a revisão do regulamento de cobrança de preço público pelo direito de exploração de satélite e de serviços de telecomunicações. A consulta terá duração de 30 dias.

Uma das propostas prevê pagamento à vista ou em parcelas anuais iguais pelo serviço, sendo que valor das parcelas não pode ser inferior a R$ 500.

Bens reversíveis

A polêmica envolvendo a questão gira em torno do valor dos bens reversíveis, pois, após a devolução ao Poder Público, somente serão indenizados, na forma do contrato, os bens que ainda não tiverem sido amortizados.

Um relatório divulgado pela Anatel em 2012 informava que o valor total desses bens passa de R$ 100 bilhões. De acordo com o relatório, o valor de aquisição dos bens de todas as prestadoras anteriores a julho de 1998 soma R$ 25,9 bilhões.De 1998 até 2005, prazo de validade do primeiro contrato, o valor chega a R$ 30,9 bilhões e, até 2011, esse valor sobe para R$ 51,4 bilhões. Os valores totalizam R$ 108,3 bilhões.

Na ocasião, o Tribunal de Contas da União (TCU) determinou que a agência apresentasse a lista atualizada dos bens por desconfiar da possibilidade de que parte deles pudesse ser vendida pelas concessionárias sem autorização prévia. Para o TCU, a conservação dos bens visa garantir a continuidade do serviço público após o término da concessão.

Em 2013, após fiscalização, o TCU avaliou os bens em R$ 105 bilhões. “A regulamentação de controle elaborada pela Anatel não assegura a conformidade e a atualidade das informações sobre esses bens. O processo de apuração de irregularidades e de eventual aplicação de penalidades é ineficaz”, disse a agência.

Em 2016, o governo defendeu o fim da reversibilidade em troca de mais investimentos para o setor. Em nota técnica publicada em maio, a Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda, estimava o valor dos bens em R$ 17, 7 bilhões.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

PF deflagra ação contra tráfico de pessoas e trabalho escravo em SP
MME quer facilitar a importação de energia da Argentina e do Uruguai
Aumento de benefícios a produtor rural pode ser vetado, diz secretário
Justiça afasta presidente da Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro
Amoêdo defende 65 anos para aposentadoria e novas regras para o mínimo
Gabaritos do Encceja já estão disponíveis no site do Inep
Começou hoje a 46ª edição do Festival de Cinema de Gramado
Ministro do STJ nega liminar para suspender condenação de Garotinho

MAIS NOTICIAS

 

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep
 
 
Após explosão em Ipatinga, sindicato quer mais segurança
 
 
Jungmann: PF está à disposição para investigar caso Marielle
 
 
Decreto sobre relicitação de concessões deve sair nos próximos dias
 
 
Luiz Fux preside última sessão como ministro do TSE
 
 
Com registro de Amoêdo, já são seis candidatos oficializados no TSE

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212