Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Comissão apura contratação de ex-presidente da Funai e viagem de Marun - Jornal Brasil em Folhas
Comissão apura contratação de ex-presidente da Funai e viagem de Marun


A Comissão de Ética Pública da Presidência da República irá pedir esclarecimentos ao ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, sobre viagem a Nova York, em maio. De acordo com notícia publicada pela imprensa, a viagem teria sido custeada pela empresa de João Dória, ex-prefeito de São Paulo.

A comissão se reuniu ontem (30) e divulgou hoje (31), em nota, as deliberações do colegiado.

De acordo com o texto, a viagem foi noticiada pela Agência Spotlight e o colegiado decidiu solicitar esclarecimentos sobre a natureza do deslocamento e a razão pela qual teria sido pago por uma empresa privada, em vez de ser custeada pela Secretaria de Governo.

Conforme a agência, o Código de Conduta da Alta Administração Federal diz que os ministros podem fazer viagens para participar de seminários e congressos, como foi o caso de Marun. No entanto, é preciso que seja tornada pública eventual remuneração, bem como o pagamento das despesas de viagem pelo promotor do evento. O ministro participou do Lide Brazilian Investment Forum. Dória é o fundador do grupo Lide. Procurada, a assessoria de Marun não se manifestou até a publicação da reportagem.
Ex-presidente da Funai

Após analisar reportagens publicadas pela imprensa sobre o ex-presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai) Franklimberg Ribeiro de Freitas ter assumido cargo de conselheiro em mineradora no Pará sem cumprir quarentena, decidiu instaurar processo de apuração ética.

“O Colegiado decidiu instaurar processo de apuração ética em face de Franklimberg Ribeiro de Freitas, ante a ausência de consulta sobre possível conflito de interesses no exercício de atividade privada nos seis meses subsequentes à exoneração do cargo de presidente da Funai”, explica a nota.
Ex-ministro do Trabalho

A Comissão de Ética Pública também deliberou por pedir esclarecimentos ao ex-ministro do Trabalho Helton Yomura que deixou o cargo no início de julho, depois de ser um dos alvos da terceira fase da Operação Registro Espúrio, deflagrada pela Polícia Federal (PF).

Edição: Carolina Pimentel

 

Últimas Notícias

Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio
Governo libera 100% de capital estrangeiro nas aéreas nacionais
BNDES fecha o ano com desembolsos de R$ 71 bilhões

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212