Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Clima é de consternação, diz engenheiro que estava no aeroporto de Bruxelas - Jornal Brasil em Folhas
Clima é de consternação, diz engenheiro que estava no aeroporto de Bruxelas


O engenheiro belga Thierry Dor estava dentro de uma aeronave, no aeroporto de Zaventem, em Bruxelas, quando foi surpreendido pelo aviso do piloto de que todos deveriam desembarcar.

Ele conta que o avião que iria para a Suíça já estava pronto para decolar quando o piloto interrompeu os procedimentos para avisar das duas explosões ocorridas no saguão.

Thierry Dor, que mora no Brasil e estava de férias na Bélgica, afirma que todos os passageiros foram retirados da aeronave por uma equipe de segurança especial e levados para um local próximo, mas fora do aeroporto.

“O atentado foi no check-in. Tinha muita gente, o aeroporto tem três, quatro vezes o tamanho do Galeão [aeroporto internacional do Rio de Janeiro]. E demorou um pouco, coisa de meia hora, para as autoridades perceberem o que estava acontecendo. Ficamos de uma a duas horas no avião até que nos levaram para fora.”

Ele conta que, antes mesmo de embarcar, viu pessoas correndo e gritando, mas que tudo se acalmou e não havia indício de mais problemas.

“Teve um certo momento que eu estava nas lojas [depois do check-in] e todo mundo começou a correr e a gritar. Mas depois tudo se acalmou e o embarque continuou. Só dentro do avião o piloto explicou que teve alerta de bomba e depois a bomba. Foi estranho”, afirma o belga.

Thierry Dor afirma que fica muito triste de ver a Bélgica dessa forma e que o clima é de consternação. Ele diz que a população “comemorava” as notícias da prisão bem sucedida de um fugitivo na última semana e que acreditava que o país estava no caminho certo no combate ao terrorismo.

“O clima é de consternação. No jornal de hoje tem muitos artigos sobre a prisão [de Salah Abdeslam, fugitivo procurado pelos atentados em novembro, em Paris] e de como seria o novo cenário agora que estão presos, que a polícia trabalhou muito bem. E isso [um novo atentado] justamente no mesmo dia”, lamentou.

Para ele, a convivência baseada em valores de direitos humanos será um desafio para o país.

“Tolerância está cada vez mais difícil [com a atuação de parte da população extremista religiosa]. Tentamos conviver juntos, mas está difícil”, diz o belga.

Pelo menos 34 pessoas morreram e 187 ficaram feridas nos atentados de hoje (22) em Bruxelas. Duas explosões foram registradas de manhã no aeroporto de Zaventem e uma terceira, cerca de uma hora mais tarde, na estação do metrô de Maelbeek, perto das instituições europeias. O grupo terrorista Estado Islâmico já reivindicou a autoria dos atentados.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212