Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 PT aprova Lula, Haddad e Manuela - Jornal Brasil em Folhas
PT aprova Lula, Haddad e Manuela


O Partido dos Trabalhadores anunciou na noite deste domingo (5) o coordenador do Plano Lula de Governo, Fernando Haddad, como vice na chapa de Lula na disputa presidencial. Ele será o porta-voz de Lula até o trâmite final da homologação da candidatura Lula na Justiça Eleitoral. Concluída essa etapa, a ex-deputada Manuela Davila assumirá a posição de vice na chapa, por indicação do PCdoB, que aprovou, também ontem, uma coligação nacional com o PT.

A presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, explicou a estratégia definida pelo partido para representar Lula, preso político há quatro meses. “O presidente Lula pediu para fazer um pedido formal a Manuela para ser candidata a vice. Entendemos que a candidatura dela cumpriu um papel importantíssimo na construção da unidade que estamos tendo”, relatou Gleisi.

“Estivemos reunidos durante todo o dia para definirmos nossa tática eleitoral. Na avaliação optamos por uma estratégia que assegure a manifestação do presidente Lula como candidato a presidente e definimos que até a regularização da situação judicial do presidente a vocalização da sua campanha seria feita por um companheiro do PT, pela proximidade desse companheiro com o presidente, mas também pela identificação do partido com Lula”, explicou a presidenta, ao anunciar Fernando Haddad vice na chapa presidencial para fazer a representação de Lula durante esse processo até que sua situação legal seja normalizada.

“Quero exaltar a importância dessa unidade em torno da candidatura de Lula. Vivemos uma eleição anormal, o presidente Lula está ausente fisicamente do processo eleitoral, perseguido injustamente. Essa coligação inicia a caminhada vitoriosa para a eleição. Quero agradecer ao PCdoB, o PROS, que coligam conosco, ao apoio do PCO, e de importante setores do PSB que já se manifestaram a favor da candidatura de Lula”, ressaltou Gleisi.

A presidenta nacional do PCdoB, Luciana Santos, ressaltou a importância da aliança e do que ela representa no combate aos retrocessos impostos pelo golpe. “As eleições ganham uma dimensão extraordinária em um cenário de um golpe de estado. Por isso que nossas forças, com a responsabilidade que nós temos, nós precisamos reafirmar compromissos da retomada das conquistas.Nós estamos fazendo o desenho da frente que foi possível construir, entendendo a necessidade de um pacto das candidaturas de nosso campo. Nossa candidata viajou o país pregando a unidade, e vamos fazer aquilo que nós estávamos dispostos a fazer”, afirmou.

Fernando Haddad celebrou o acordo entre as frentes e reforçou o papel dessa unidade de resistência pela candidatura de Lula. “Essa resistência que estabelecemos nessa coligação vai ser muito importante. O que nos mantém unidos é a defesa incondicional do Lula, o maior líder político do Brasil. Estamos aqui unidos em torno dele mais uma vez. Vamos para o pentacampeonato”, declarou. “Com toda perseguição que o Lula sofre, ele só cresce. Estamos anunciando ao país uma grande aliança e tenho certeza que vamos compatibilizar nossos programas, que tem em comum os anseios da sociedade brasileira”.

 

Últimas Notícias

Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar
Conselho Europeu aceita prorrogar saída do Reino Unido para maio

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212