Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Polícia prende grupo que fazia manutenção de fuzis para tráfico no Rio - Jornal Brasil em Folhas
Polícia prende grupo que fazia manutenção de fuzis para tráfico no Rio


Agentes da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil, com o apoio do setor de inteligência do Exército Brasileiro, realizaram uma operação nesta segunda-feira (6) com a finalidade de prender integrantes de uma organização criminosa que prestava manutenção e venda de fuzis apoio a traficantes de drogas de favelas de Bangu, na zona oeste e de outras regiões do Rio de Janeiro.

Na ação, que contou com a utilização de veículos blindados e helicópteros, foram presos Marcelo da Silva Sales, conhecido como Marreco; Leiz da Silva Rodrigues; Valéria Simone de Oliveira de Almeida e Caroline Silva Campelo Sampaio.

De acordo com os policiais, foram cumpridos diversos mandados de prisão e de busca e apreensão nas comunidades da Vila Aliança e da Coreia, na zona oeste. Parte do grupo criminoso já havia sido preso em flagrante anteriormente pela Desarme na posse de sete fuzis, sete pistolas, munições, além de grande quantidade de equipamentos e peças para manutenção de armas do grupo.

Na primeira operação, ocorrida em outubro do ano passado, foram presos o sargento do Exército Carlos Alberto de Almeida, de 46 anos, conhecido como Professor, considerado o maior armeiro do tráfico de entorpecentes do Rio; Alexsandro Rodrigues Figueira, de 34 anos, conhecido como Gordinho; Felipe Rodrigues Figueira, de 31 anos; e Murilo Barbosa Ludigério, de 22 anos.

A investigação, conduzida pela Desarme com o apoio da Promotoria de Investigação Penal de Bangu, demonstrou que o grupo, chefiado pelo militar Carlos Alberto de Almeida, realizava a manutenção e a venda de fuzis para narcotraficantes da facção que domina a venda de drogas nas favelas da Vila Aliança e da Coreia.

Carlos Alberto ganhou a confiança dos chefes do tráfico utilizando ferramentas de ponta e equipamentos de última geração, como tornos mecânicos e material para realizar serviços de conserto, manutenção, modificação e customização de fuzis, incluindo pinturas sofisticadas de camuflagens no armamento.

Durante a investigação, também foi identificada a empresa responsável por realizar a pintura dos fuzis dos traficantes, no interior da Favela da Coreia, que customizava as armas por meio de pinturas eletrostáticas. No ano passado, o grupo chegou a montar uma oficina clandestina de manutenção de armas na favela da Rocinha, na zona sul do Rio.

Ao longo da investigação da Polícia Civil, os criminosos foram flagrados se deslocando constantemente entre diversas favelas dominadas pela mesma facção criminosa, como Morro do Dendê, Vila dos Pinheiros, Serrinha, Parada de Lucas, Vila Aliança e Coreia.

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212