Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Um olhar sobre o mundo analisa a intoxicação pela informação - Jornal Brasil em Folhas
Um olhar sobre o mundo analisa a intoxicação pela informação


O jornalista Moisés Rabinovici entrevista, no programa Um olhar sobre o mundo desta segunda-feira (6), o físico catalão Alfons Cornella, criador do neologismo infoxicação. A palavra sintetiza o excesso de informação que atualmente envolve grande parte da sociedade mundial. Um olhar sobre o mundo vai ao ar hoje às 21h45, na TV Brasil. Para Cornella, que vive em Barcelona (Espanha), a infoxicação decorre do bombardeio constante a que as pessoas estão submetidas pelas novas plataformas como internet, Facebook, WhatsApp, Twitter e outras redes sociais, além das convencionais emissoras de rádio, televisão e jornais.

Segundo Cornella, ainda não se compreendeu exatamente as consequências dessa verdadeira epidemia que se abate sobre grande número de pessoas porque o processo de conscientização desse fenômeno ainda está no início. “Eu diria que é um dos temas que teremos que revolver nos próximos anos. E é melhor que resolvamos de alguma forma, porque, se não, a outra solução é deixar de estar informado, o que poderia ter piores consequências”, diz no programa.

O estudioso espanhol, que presta consultoria sobre esse tema na Europa para grandes empresas e centros de estudos, argumenta que, ante o atual quadro, existem duas esperanças. “Uma é aparecer uma tecnologia que nos permita controlar melhor essa quantidade de informação que recebemos. De fato, uma das promessas da inteligência artificial vai nessa direção”.

A outra esperança, segundo Cornella, é uma solução psicológica que seria um esforço do próprio indivíduo para filtrar o imenso volume de informação que chega a ele e assim desenvolver critérios para determinar rapidamente qual é confiável e a qual delas dar importância.

“O importante é a pessoa determinar que fontes quer ter e quer ler. É cada vez mais relevante ler menos e ler com mais profundidade.” Segundo ele, de alguma forma, a pessoa percebe que está infoxicada. É possível ver que se está infoxicado quando não se tem tempo de entender o que está lendo.

Cornella afirma que uma das melhores maneiras de se imunizar contra a infoxicação é diferenciar o ler do entender. Ele recomenda também que as pessoas determinem quais fontes desejam quando buscam por algum tema. Também sugere que a pessoa não se limite a ler apenas aquilo que está de acordo com o que ela já pensa, mas também esteja aberta a outras versões que contrastem com a ideologia de cada um.

O italiano assinala que a humanidade está em um ponto de transformação muito grande e que as pessoas agora têm que aprender como lidar com essa avalanche de informações. “Determinar rapidamente que informação é confiável e que informação não é. A qual delas temos que dedicar tempo e a qual não”, explicou. Ele disse que uma das coisas que ajudam nessa seleção é a própria idade das pessoas. “Quanto mais velho se fica, mais coisas se viu e mais se leu e, portanto, se tem mais critério”, argumenta.

Sobre as fake news, o estudioso é enfático. “Quando a mentira não é punida, a mentira é considerada uma versão da informação, quando, do ponto de vista moral e ético, deveria ser totalmente condenável. Alguém que mente deveria estar totalmente desqualificado. E não só desqualificado do ponto de vista político, mas desqualificado do ponto de vista moral e ético, deveria ser totalmente condenável. A pessoa que mente deveria ser apontada como inimiga da sociedade”, afirmou.
Programa

Com 40 anos de experiência, 16 dos quais vividos como correspondente internacional em vários países, o jornalista Moisés Rabinovici é o apresentador do programa Um olhar sobre o mundo, transmitido semanalmente às segundas-feiras pela TV Brasil.

Antes de comandar esta atração da TV Brasil, Rabinovici trabalhou na imprensa escrita e em emissoras de rádio. Para entrevistar seus convidados e tratar de inúmeros temas que são notícia, usa o conhecimento reunido em grandes coberturas internacionais, inclusive como repórter de guerra e analista de política.

Rabinovici, que em suas andanças pelo mundo já entrevistou grandes líderes e personalidades de vários países, recebe toda segunda-feira, nos estúdios da TV Brasil em São Paulo, especialistas, estudiosos e jornalistas para debater os principais acontecimentos do momento.

Serviço:

Um olhar sobre o mundo – segunda-feira (06), às 21h45, na TV Brasil

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio
Governo libera 100% de capital estrangeiro nas aéreas nacionais
BNDES fecha o ano com desembolsos de R$ 71 bilhões

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212