Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Estudante que teve intestino perfurado em lipoaspiração recebe alta - Jornal Brasil em Folhas
Estudante que teve intestino perfurado em lipoaspiração recebe alta


A estudante de educação física Gabriela Nascimento Moraes, de 23 anos, teve alta hoje (13) do Hospital Federal Cardoso Fontes, em Jacarepaguá, onde está internada desde o dia 18 do mês passado, após passar por duas cirurgias no intestino. Ela teve o intestino perfurado no dia 10 de julho, ao se submeter a uma cirurgia de lipoaspiração na clínica da médica Geysa Leal Corrêa, em Niterói, região metropolitana do Rio.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), a médica Geysa Corrêa é otorrinolaringologista e não tem especialização em cirurgia estética.

O advogado da família da universitária, Guilherme Frederico, disse que amanhã (14) vai à Delegacia 77, em Icaraí, comunicar à delegada Raíssa Telles a alta da paciente e protocolar alguns documentos ao inquérito, relacionados à intervenção cirúrgica feita pela estudante. Guilherme Frederico disse também que já solicitou o prontuário de Gabriela Moraes à direção do Hospital Cardoso Fontes, que é um documento detalhado das duas cirurgias a que a estudante foi submetida.

Gabriela já foi ouvida pela delegada no quarto do hospital, após ter recebido alta do Centro de Tratamento Intensivo (CTI). De acordo com o advogado, o depoimento foi esclarecedor para o andamento do inquérito, detalhando como foi o procedimento estético e qual a conduta da médica após a paciente se queixar de fortes dores no abdômen e ter voltado de quatro a cinco vezes ao consultório. As dores não passavam apesar da bateria de antibióticos e anti-inflamatórios que Gabriela tomava.

Com o intestino perfurado, a estudante chegou a contar à médica que, no dia seguinte à cirurgia, pelo orifício deixado pela cânula usada para a lipoaspiração, estavam saindo restos de uma sopa que a estudante tinha tomado na noite anterior. Gabriela disse que voltou várias vezes ao consultório de Geysa e que não foi tomografia do abdômen para determinar os motivos das fortes dores. Antes de chegar ao Hospital Cardoso Fontes, onde foi operada às pressas, a estudante passou pelo Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.

Ainda de acordo com o advogado de Gabriela, na primeira cirurgia, os médicos do Cardoso Fontes fizeram um pequeno corte e costuraram o intestino da jovem, mas, como as dores continuavam, foi necessária a segunda intervenção cirúrgica, no último dia 30, que durou seis horas e terminou com a retirada de 20 centímetros do intestino. Gabriela foi levada para o CTI e, no dia 2, para o quarto.

Investigação

A médica Geysa Leal Corrêa já está sendo investigada pela morte da pedagoga Adriana Ferreira Pinto, de 41 anos, seis dias após lipoescultura feita em julho deste ano. Geysa responde a mais três processos por erro médico em procedimentos estéticos. O marido da pedagoga disse que ela fez uma lipoaspiração no abdômen e um implante de gordura nos glúteos. Passou mal em casa, foi levada ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas já chegou sem vida.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212