Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Educador destaca tecnologia no aprendizado ao abrir evento em Maceió - Jornal Brasil em Folhas
Educador destaca tecnologia no aprendizado ao abrir evento em Maceió


O que fazer e pensar diante de uma palestra sobre educação para o futuro que questiona os métodos tradicionais de ensino que conhecemos até hoje? Quando afirmações de um dos mais importantes pesquisadores de educação e pedagogia, Jean Piaget, são colocados em xeque? “ A gente constrói em cima”, resume o responsável pela polêmica, Conrado Scholochauer, embaixador da Singularity University no Brasil - instituição que tem sede no Vale do Silício, dentro da estrutura da Nasa (a Agência Aeroespacial dos EUA), onde são estudadas tecnologias com alto potencial de crescimento, como robótica, biotecnologia e nanotecnologia.

Na abertura da segunda edição do Seminário Conhecer, que ocorre em Maceió, na capital alagoana, até o próximo dia 16, Scholochauer provocou risos, suavizou o clima protocolar, mas também fez muitos rostos franzirem diante de suas provocações. “Antes, a gente achava que ia aprender até os 25 anos, e o que muda é percebermos que é um processo de aprendizado constante e ainda temos enorme acesso à informação”, ressaltou. Já nas primeiras palavras, o empreendedor em educação afirmou que a tecnologia que muda constantemente a forma como nos comunicamos e comportamos mostra agora reflexos diretos na aprendizagem.

“Nosso objetivo não é educar, é promover aprendizagem. O foco não é o educador, mas quem está aprendendo. Aprendizagem é colocar o conhecimento para fora, de uma forma melhor”, alertou. Para Scholochauer, ainda há a cultura “videogame” em relação à educação, em que se cobra a “passagem de fases” em vez de celebrar o aprendizado real. “Temos que estar atentos para não repetir algo que não funciona para os mais novos”, disse.

Diante de técnicos, analistas e diretores do Sebrae – organizador do evento – Scholochauer afirmou que os robôs podem e vão substituir professores e formadores, mas nas atividades administrativas, abrindo espaço para a reinvenção desses profissionais. Para ele, as profissões do futuro surgem como ocorreram ante outras tecnologias, como as que substituíram telefonistas que acabaram migrando para outras atividades como a de recepcionistas. “Os robôs não vão roubar nosso emprego. Eles vão criar novos empregos”, disse.

Características como a curiosidade, iniciativa, persistência, capacidade de se adaptar e liderança devem ser o carro-chefe de educadores, segundo ele, e devem ser reforçadas dentro de uma nova lógica em que alunos não são tratados como simples aprendizes. “Temos que ter coragem de assumir que algo não funciona, e de entrar em um mundo corporativo e mudar”, afirmou.

Esta é a segunda edição do seminário batizado como Conhecer. O primeiro ocorreu em Belo Horizonte no ano passado. O objetivo do evento é reunir experiências e avaliações de especialistas sobre educação empreendedora no país, com palestras, debates e oficinas.

* A repórter viajou a convite dos organizadores

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212