Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Há integração entre as polícias no caso Marielle, diz secretário do RJ - Jornal Brasil em Folhas
Há integração entre as polícias no caso Marielle, diz secretário do RJ


O secretário de Estado de Segurança do Rio de Janeiro, general Richard Nunes, disse hoje (14) que a Polícia Federal colabora desde o início com as investigações do caso Marielle Franco, vereadora que foi executada há cinco meses ao lado do motorista Anderson Gomes. Ele lembrou que existe uma integração entre as policiais e que foram os federais que periciaram a munição usada no crime.

“A Policia Federal tem cooperado conosco desde o início, até porque estamos integrados. A própria questão da investigação da munição que foi encontrada, foi colocado um pedido à Polícia Federal, que executou a perícia, temos um diálogo permanente, trabalho permanente, trabalho de inteligência integrado. Desde sempre a Polícia Federal tem participado e cooperado conosco, então não vejo problema nenhum quanto a isso”.

O general disse que o caso é muito complexo e que tinha “relação com a atuação política dela e do grupo que ela pertencia”, decidindo por manter o sigilo desde o início. Nunes afirmou que tem reuniões semanais com a equipe de investigação.

“A Divisão de Homicídio e a Delegacia de Homicídios da capital têm feito um trabalho extraordinário, exaustivo. Da mesma forma que eu presto conta semanalmente ao general Braga Netto [interventor federal na segurança do Rio de Janeiro], semanalmente a Divisão de Homicídios presta conta para mim do avançar dessa investigação”.

Nunes comentou o caso durante o seminário Segurança e Normalidade nas eleições, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), ao responder uma pergunta sobre a oferta feita ontem (13) pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. O ministro colocou a Polícia Federal e o Ministério Público Federal à disposição do Rio de Janeiro para colaborar nas investigações da morte da vereadora e do motorista.

De acordo com o secretário, já foram produzidos nove volumes de investigação e a dificuldade “é inerente à própria maneira como esse crime foi praticado”. “Ninguém aqui faz promessa de prazos e datas, a nossa promessa é trabalho. E eu sou testemunha do trabalho intenso que a equipe que está investigando esse caso tem realizado”, disse o general.

Edição: Carolina Pimentel

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212