Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Ministro do STJ nega liminar para suspender condenação de Garotinho - Jornal Brasil em Folhas
Ministro do STJ nega liminar para suspender condenação de Garotinho


O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Benedito Gonçalves negou hoje (17) pedido para suspender a decisão que condenou o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho por improbidade administrativa.

Com a decisão, tomada em julho, Garotinho ficou com os direitos políticos cassados por 8 anos e ainda terá que pagar multa R$ 2 milhões por danos morais e multa de R$ 500 mil. Ele é candidato ao governo do Rio nas eleições de outubro.

Ao analisar o pedido, o ministro entendeu que o STJ não tem competência para analisar o caso porque há outro recurso pendente de julgamento na segunda instância da Justiça do Rio. Segundo o STJ, a defesa do ex-governador pediu a liminar por entender que há “grandes chances” de a condenação ser anulada. Os advogados de Garotinho sustentam também que a Lei da Ficha Limpa não pode ser aplicada no caso do ex-governador porque ficam inelegíveis os candidatos que tenham sido condenados por órgão colegiado em razão de enriquecimento ilícito, fato que não ocorreu no processo.

Em nota, a assessoria de Garotinho informou que: O candidato a governador afirma que não pediu ao STJ para suspender a inelegibilidade, porque não está inelegível. A solicitação foi para anular o acórdão, que é flagrantemente ilegal, pois sequer houve advogado de defesa presente no julgamento. Como a decisão não incluiu Garotinho no Artigo 9 da Lei da Improbidade, ele continua ficha limpa.

Edição: Sabrina Craide

 

Últimas Notícias

Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio
Governo libera 100% de capital estrangeiro nas aéreas nacionais
BNDES fecha o ano com desembolsos de R$ 71 bilhões

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212