Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 CEF e Prefeitura assinam acordo para retomada do Porto Maravilha - Jornal Brasil em Folhas
CEF e Prefeitura assinam acordo para retomada do Porto Maravilha


O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, e o presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson Souza, assinaram hoje (22) um acordo de entendimento que prevê um repasse de R$147 milhões para que o consórcio Porto Novo reassuma os serviços de manutenção urbana na região portuária, Porto Maravilha. Os recursos virão do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O acordo foi formalizado em cerimônia no Palácio da Cidade, com a presença do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, e do presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio (Cdurp), Antonio Carlos Barbosa. Também foi assinado convênio para retomada das obras do BRT Transbrasil, que ligará o centro da capital fluminense a Deodoro, na zona oeste.

O Porto Maravilha é uma Operação Urbana Consorciada, isto é, uma parceria público-privada com o objetivo de promover transformações urbanísticas, melhorias sociais e valorização do meio ambiente. Durante os preparativos para as a Copa do Mundo de 2014 e para as Olimpíadas de 2016, ele foi apresentado como um projeto promissor que atrairia investimentos imobiliários e desenvolveria a região portuária do Rio, que envolve uma área de 5 milhões de metros quadrados.

A gestão do projeto é de responsabilidade da Cdurp, órgão criado pela prefeitura, enquanto a execução está a cargo do Porto Novo, consórcio vencedor formado pelas empresas Odebrecht, OAS e Carioca Engenharia. No final de junho, porém, a prefeitura se viu obrigada a assumir a manutenção urbana na região portuária. Órgãos municipais passaram a se responsabilizar, por exemplo, pela iluminação e a coleta de lixo, até então a cargo do Porto Novo.

O esforço de valorização da região portuária incluiu a construção do Museu do Amanhã, do AquaRio e do Boulevard Olímpico, além da reurbanização de vias, da implantação do VLT e de ciclovias, da recuperação da infraestrutura e de ações de preservação do patrimônio público. Também está em andamento um projeto para construção de uma roda gigante de 89 metros, inspirada na London Eye, cartão postal da capital inglesa, Londres.

BRT Transbrasil

O convênio para retomada das obras do BRT Transbrasil prevê um repasse de R$ 50 milhões da Caixa. O modal, que deveria ter sido entregue para as Olimpíadas de 2016, percorrerá 27 quilômetros de extensão, tendo ao longo do percurso 28 estações e cinco terminais de integração. De acordo com Crivella, a obra deverá ser entregue em 13 ou 14 meses.

Edição: Fernando Fraga

 

Últimas Notícias

Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior
Treze de 16 docentes relataram casos de agressão na escola de Suzano

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212