Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Belém confirma sarampo como causa de morte de bebê venezuelano - Jornal Brasil em Folhas
Belém confirma sarampo como causa de morte de bebê venezuelano


O Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB), em Belém, e a Secretaria Municipal de Saúde confirmaram hoje (26) o sarampo como a causa de morte de um bebê venezuelano de quatro meses, na madrugada de sexta-feira (24). A criança foi internada no mesmo dia nesta unidade, encaminhada pelo Hospital Municipal Mário Pinotti, na capital paraense, onde, desde 17 de agosto, vinha sendo acompanhada com um quadro de febre, conjuntivite, manchas pelo corpo e pneumonia. Os exames realizados também apontaram sintomas de H1N1.

O primeiro atendimento ao bebê ocorreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Terra Firme, um dos mais populosos da periferia de Belém, onde foi levantada a possibilidade de sarampo e colhido material para exames. Numa primeira análise, dois dias antes da morte, a hipótese chegou a ser descartada.

A Divisão de Vigilância Epidemiológica da cidade informou que mantém “vigilância ativa para os casos de doenças exantemáticas (com manchas avermelhadas na pele), como o sarampo” e ressaltou que todos os casos suspeitos são monitorados, seguindo o protocolo do Ministério de Saúde.

Em 2018, de acordo com dados oficiais, foram notificados 18 casos suspeitos de sarampo. Oito foram descartados e dez estão em investigação. “Dos casos em investigação, quatro tiveram a sorologia positiva para sarampo, mas aguardam confirmação pelo exame de biologia molecular que é realizado pelo laboratório da Fiocruz, no Rio de Janeiro”, informou, em nota, a secretaria municipal. O órgão ainda assegurou que os casos em investigação “são todos importados e em venezuelanos indígenas da etnia Warao”.

Como o sarampo é uma doença infecciosa e altamente contagiosa, podendo ser transmitida pela fala, tosse e espirro, todas as pessoas que viviam próximo da criança foram vacinadas.

Edição: Talita Cavalcante

 

Últimas Notícias

Bolsonaro terá uma série de reuniões na próxima semana em Brasília
Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212