Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Museu no Rio expõe obra inédita de Bispo do Rosário - Jornal Brasil em Folhas
Museu no Rio expõe obra inédita de Bispo do Rosário


O Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea, vinculado à Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, abriu hoje (25) a exposição Quilombo do Rosário, que tem como principal atrativo a apresentação inédita da obra África de Bispo, que permaneceu guardada para restauro no Museu Nacional de Belas Artes desde a década de 1990.

A mostra reúne obras de Arthur Bispo do Rosário, Stela do Patrocínio e Antonio Bragança, que foram internos na antiga Colônia Juliano Moreira, um dos maiores manicômios do Brasil no século 20. A exposição é complementada por obras de artistas contemporâneos convidados.

Segundo o curador do museu, Ricardo Resende, o mapa da África feito por Bispo do Rosário, exposto ao público pela primeira vez, permite debater a questão da negritude, da arte negra e da cultura afro-brasileira. “Pela primeira vez se traz um olhar do negro na obra do Bispo do Rosário. É o artista negro. Isso nunca foi tratado, na verdade. Sempre se fala da obra, mas nunca se falou do artista negro. A exposição vem em um bom momento”, analisou.

Entrada livre

Pensada para ocorrer em 2016, a exposição só está sendo aberta dois anos mais tarde. De acordo com o curador do museu, dificuldades na obtenção de apoio financeiro retardaram a execução. A mostra ficará aberta à visitação até fevereiro de 2019, com ingresso livre para o público de todas as idades. “O Museu Bispo do Rosário de Arte Contemporânea é uma instituição 100% pública, então nós não cobramos ingresso”, destacou Ricardo Resende.

A exposição tem patrocínio da prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, e da Via Rio, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, conhecida como Lei do ISS.
Quilombo

No local onde funcionou a Colônia Juliano Moreira, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio, e onde está instalado o Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea, existiu o Engenho Nossa Senhora dos Remédios no século 17. As ruínas podem ser observadas ainda hoje no local, deixando evidentes as características dos habitantes de quilombo.

“É nesse sentido que o universo criado por Bispo do Rosário é quilombo, lugar de resistência, luta, mas principalmente de reinvenção, que começa na cabeça, com o quilombo de memórias culturais, intelectuais e afetivas, e percorre o corpo, recria estéticas, pertencimentos, territórios”, informou a assessoria de imprensa do museu.

Atividades paralelas, como apresentações de capoeira, jongo e cortejos, serão promovidas hoje em paralelo à exposição. Também ocorrerá a tradicional Feijoada de Preto Velho, realizada há várias gerações no dia 13 de maio, na antiga sede do engenho colonial.

Edição: Wellton Máximo

 

Últimas Notícias

Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Battisti ficará em isolamento por um ano em prisão na Sardenha
CNN Brasil será lançado neste ano
Toffoli nega habeas corpus preventivo para Battisti
ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212