Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


26 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Ministro diz que Jucá deixa liderança do governo por “questões locais” - Jornal Brasil em Folhas
Ministro diz que Jucá deixa liderança do governo por “questões locais”


O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse hoje (27) que o senador Romero Jucá (MDB-RR) tomou uma atitude “ética” ao deixar a liderança do governo no Senado, após desentendimentos sobre a forma de lidar com os imigrantes venezuelanos que chegam por Roraima. Segundo ele, o parlamentar continuará tendo protagonismo em assuntos como a construção do chamado Linhão de Tucuruí, mas deixou o cargo de líder por “questões locais”.

“O governo tem muito a agradecer ao seu dinamismo e competência durante o tempo que ele exerceu essa função e desejamos êxito ao senador, principalmente nesta empreitada eleitoral, a qual ele se dedica a partir de agora com mais afinco. Ele está tomando uma atitude ética. A partir do momento que discorda da nossa atitude em relação à questão, ele decide se afastar e tem o direito de tomar as atitudes que entender as mais devidas para a questão”, avaliou.

O ministro repetiu que o governo federal discorda da sugestão apontada por Jucá de fechar, temporariamente, a fronteira da Venezuela com Roraima. Mais uma vez, ele disse que o Brasil tem compromissos internacionais e uma tradição de acolhimento. Segundo Marun, o ex-líder do governo Romero Jucá não tomou a atitude com objetivos eleitoreiros.

Negando que o episódio possa deflagrar uma crise no MDB, partido do presidente Michel Temer e do qual Jucá é presidente nacional, Marun disse que a entrega do cargo foi um ato de uma pessoa digna. O nome do novo líder da bancada governista no Senado deve ser divulgado até amanhã (28).
Líder interino

O ministro disse que Temer deve iniciar ainda hoje as conversas com alguns parlamentares para substituir Jucá, mas não há uma lista de possíveis convidados. Como vice-líder do governo, quem assume interinamente o cargo é o senador Fernando Bezerra (MDB-PE).

“Um senador com o gabarito e a capacidade do Jucá sempre faz falta. Mas ninguém é insubstituível. Ele foi protagonista e continua sendo protagonista nessa questão do linhão, cuja solução ficou praticamente já alinhavada. Vamos nos próximos dias, certamente nesse governo, iniciarmos a obra. Não é pelo fato de Jucá deixar de ser líder do governo que o linhão deixa de ser prioridade nossa”, garantiu.

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar
Conselho Europeu aceita prorrogar saída do Reino Unido para maio

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212