Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Temer não tem pressa em escolher novo líder no Senado, diz Padilha - Jornal Brasil em Folhas
Temer não tem pressa em escolher novo líder no Senado, diz Padilha


O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse hoje (28) que o presidente Michel Temer não tem pressa em escolher o nome do novo líder do governo no Senado que vai substituir Romero Jucá (MDB-RR). Segundo Padilha, a decisão será tomada no momento necessário. Ontem (27), Jucá anunciou sua saída da liderança.

Na avaliação de Padilha, a saída de Jucá “é uma perda”, mas é compreensível que ele tenho tido que fazer uma opção entre ficar como líder do governo ou ficar como líder daqueles que lhe deram o mandato de senador, se referindo à população de Roraima. O estado enfrenta dificuldades com o grande número de imigrantes venezuelanos que chegaram ao Brasil fugindo da crise no país vizinho.

“Temos que compreender a situação dele lá no seu estado. A população do estado está pregando uma posição diferente daquilo que a gente tem adotado. Estamos adotando aquilo que legalmente entendemos que seja o necessário e ele teve que fazer uma opção entre ficar como líder do governo ou ficar como líder daqueles que lhe deram o mandato de senador e preferiu ficar como líder daqueles que lhe deram o mandato. Compreensível”, disse Padilha em entrevista a jornalistas, após cerimônia no Palácio do Planalto.

Sobre a escolha de um novo nome, Padilha disse que quando o Senado retomar as atividades regulares o presidente Temer já terá escolhido o novo líder. Questionado se estaria descartada a permanência do vice-líder, Fernando Bezerra (MDB-PE), no posto, o ministro respondeu que não, mas que Temer ainda não fez a escolha: “Não significa dizer que não fica o vice-líder. Pode ficar o vice-líder. Mas o presidente ainda não escolheu. Ele vai escolher no momento em que seja o necessário.

Saída da liderança

Ontem (27), o senador Romero Jucá (MDB-RR) anunciou a saída da liderança do governo no Senado, após desentendimentos com o Palácio do Planalto sobre as respostas que o governo federal tem dado à crise de Roraima com a entrada de imigrantes venezuelanos. Jucá avalia que o governo deveria fechar temporariamente a fronteira do estado com a Venezuela, por onde entram os imigrantes do país vizinho.

O objetivo, segundo ele, seria evitar que Roraima entrasse em colapso. O presidente Michel Temer e ministros, no entanto, vem declarando que não tem a intenção de limitar a entrada dos venezuelanos no país por questões humanitárias e também em função de acordos internacionais dos quais é signatário.

Edição: Denise Griesinger

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212