Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Petrobras importa diesel para compensar parada da Replan - Jornal Brasil em Folhas
Petrobras importa diesel para compensar parada da Replan


A Petrobras iniciou a importação de querosene de aviação e óleo diesel para compensar a redução da oferta em consequência do incêndio ocorrido no último dia 20 que levou à paralisação da Refinaria de Paulínia (Replan), uma das maiores do país.

Segundo o gerente-executivo de Logística da estatal, Caludio Mastella, em um curto espaço de tempo a empresa deverá importar cinco cargas de óleo diesel, totalizando 1,5 milhão de barris, e uma de querosene de aviação para recompor estoques.

O aumento da importação de diesel, no entanto, não vai implicar em aumento no preço do produto no mercado interno, uma vez que o diesel está congelado em decorrência do acordo assinado entre o governo e os caminhoneiros e que levou ao fim da paralisação da categoria.

Mastella disse que a Replan deverá voltar a operar ainda esta semana, mas admitiu que a estatal, dependendo das necessidades internas, poderá importar uma quantidade maior dos dois derivados.

A situação do abastecimento interno é delicado neste momento, principalmente porque a Petrobras teve que aumentar as importações para atender ao mercado, em decorrência de as empresas da iniciativa privada decidirem reduzir a importação de diesel, alegando prejuízos com a operação desde que o governo negociou o congelamento e passou a subsidiar a venda do produto no mercado interno, pondo fim à greve dos caminhoneiros.

A Petrobras reafirmou, em nota, que “não estima impactos financeiros relevantes, mesmo com os remanejamentos da produção de outras refinarias, reforma das unidades atingidas e eventual importação de derivados, se necessária”.

“A Petrobras conta com estoques da própria refinaria [Replan], e com a produção das demais, para garantir a oferta de combustíveis aos seus clientes, reafirmou a estatal.

Edição: Fernando Fraga

 

Últimas Notícias

Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
John Forman recusa cargo no Conselho de Administração da Petrobras
Em visita oficial, Macri é recebido no Planalto por Bolsonaro
Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212