Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Operação desarticula grupo que roubava cargas e veículos em 5 estados - Jornal Brasil em Folhas
Operação desarticula grupo que roubava cargas e veículos em 5 estados


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Civil de Goiás (PC-GO) deflagraram hoje (30) a Operação Zayn, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa responsável por sequestros, furtos e roubo de cargas, bem como enriquecimento ilícito, adulteração de veículos, falsificação de documentos e fraudes em sistemas de informática de departamentos de trânsito (Detrans).

O grupo atuava em cinco estados e contava com a participação de nove empresas. Ao todo estão sendo cumpridos 97 medidas cautelares: 35 mandados de prisão e 62 mandados de busca e apreensão em Goiás, São Paulo, Mato Grosso, Pará e Rondônia.

A operação foi deflagrada após 18 meses de investigações e levantamentos feitos pelas áreas de inteligência policial. A força tarefa formada por PRF e PC-GO informou já ter prendido 20 pessoas até o momento. Também houve a apreensão de 26 veículos de cargas. Além disso, mais de 60 veículos estão sujeitos à apreensão policial por suspeita de terem sido objeto de fraude.

De acordo com os investigadores, há suspeitas de que mais de 80 roubos foram cometidos pela organização criminosa, o que, segundo estimativas, pode ter resultado em um prejuízo de cerca de R$ 40 milhões anuais apenas com cargas e veículos..

Modus Operandi

Entre as táticas adotadas pelo grupo para cometer os crimes, estava a de usar mulheres jovens e de boa aparência como isca, na beira das rodovias. Elas atraiam os caminhoneiros que, ao oferecerem carona, eram surpreendidos por bandidos armados. Os caminhoneiros eram então levados ao cativeiro e lá permaneciam até que a carga fosse negociada. Posteriormente, o veículo vazio era adulterado e inserido nos sistemas com dados falsos, após chassi e identificadores terem sido alterados.

A organização criminosa também oferecia veículos adulterados para a prestação de serviço de frete a empresários que, ludibriados, entregavam suas cargas, que acabavam sendo desviadas.

A Operação Zayn contou com a participação de 150 policiais civis; 200 policiais rodoviários federais; 85 viaturas e uma aeronave. Ela recebeu este nome, que significa perfeição ou graciosidade, em função de os criminosos acreditarem estar praticando “ações perfeitas, sem vestígios e impossíveis de serem descobertas pela ação policial”.

Edição: Sabrina Craide

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212