Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Abr de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Gasto da União no Museu Nacional caiu mais de dez vezes desde 2011 - Jornal Brasil em Folhas
Gasto da União no Museu Nacional caiu mais de dez vezes desde 2011


Os valores pagos pela União para o total de despesas do Museu Nacional, no Rio de Janeiro, caíram mais de dez vezes de 2011 a 2018, conforme estudo da ONG Contas Abertas - feito a partir de dados do Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) do Governo Federal.

Naquele ano, foram pagos R$ 1.053.467,88, o maior valor desde 2001. Até 31 de agosto (sexta-feira passada), foram pagos R$ 98.115,34. Desse valor, R$ 17,8 mil foram gastos com “investimentos” e R$ 80,2 mil com “outras despesas correntes”.

Tabela Museu

Conforme detalhamento do Siafi, nenhum real foi gasto este ano com aquisição de “equipamento de proteção segurança e socorro”; “material de proteção e segurança”; “material elétrico e eletrônico”; “material para manutenção de bens imóveis/instalações”; ou “seguros em geral” para o museu que pegou fogo no domingo (2) à noite.

Para a museóloga e professora da Universidade de Brasília (UnB), Andrea Considera, o incêndio do Museu Nacional “ilustra e perpassa todas histórias de museus e instituições sociais no Brasil”. Para ela, “a questão não é a falta de recursos, dinheiro sempre existe, mas a prioridade da sociedade”.

No ano passado, o governo federal gastou R$ 643,5 mil com o Museu Nacional. O valor é quase um milhão a menos do que foi gasto pela União (R$ 1,607 milhão) com veículos - incluindo ambulâncias, carros de combate e despesas com pagamento de pedágios e IPVA.

O governo federal anunciou mobilização para recuperar o Museu Nacional, mas a museóloga Andrea Considera questiona: “Reconstruir o prédio para qual acervo? Que coleções guardaremos lá dentro?”.

Questionada sobre os recursos destinados ao Museu Nacional, ligado à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a secretária-executiva do Ministério da Fazenda, Ana Paula Vescovi, apontou que o orçamento da universidade aumentou 15% nominalmente entre 2015 e 2017. “Temos que fazer discussão tanto sobre alocação, prioridades, mas também discussão sobre possíveis espaços para que tenhamos boas parcerias com setor privado para poder fazer a guarda desse patrimônio que é tão valoroso para todos os brasileiros”, afirmou, durante Congresso de Mercado de Capitais, na capital paulista.

O “Plano 200 anos do Museu Nacional/1818-2018”, apresentado em novembro de 2016, pela direção do museu à Reitoria da Universidade Federal do Rio de janeiro (UFRJ) previa o patrocínio de R$ 2,3 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para “instalação efetiva do Sistema de Segurança contra incêndio e pânico”.

Edição: Carolina Pimentel

 

Últimas Notícias

Ex-presidente do Peru tenta se matar ao receber ordem de prisão
Ex-presidente do Peru está em estado grave após tentativa de suicídio
Governo argentino lança pacote de medidas para combater inflação
PRF apreende no Rio 300 mil maços de cigarros contrabandeados
Famílias de baixa renda de Brumadinho recebem auxílio emergencial
Governo autoriza uso da Força Nacional para segurança na Esplanada
Chega a 18 número de mortos no desabamento no Rio de Janeiro
Fachin pede manifestação de Moraes sobre inquérito de fake news

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - EXPEDIENTE