Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 MME quer fazer leilões regionais para contratar usinas térmicas a gás - Jornal Brasil em Folhas
MME quer fazer leilões regionais para contratar usinas térmicas a gás


O Ministério de Minas e Energia (MME) estuda a possibilidade de realizar leilões regionais para contratar termelétricas a gás natural com o objetivo de substituir usinas a óleo e diesel, para reduzir emissões e custos de operação. A intenção do governo é trabalhar para que as diferentes regiões do país sejam regiões sejam autossuficientes em termos de geração de energia.

A primeira licitação prevista deve ser realizada no Nordeste. “Além de diminuir os preços de energia elétrica para o consumidor, essa medida visa fomentar o aproveitamento do gás natural produzido no Brasil, especialmente na região do pré-sal e no Nordeste, estabelecendo condições que permitirão o desenvolvimento de projetos para incrementar a oferta de gás no mercado brasileiro, aumentando a arrecadação e reduzindo as emissões de gases efeito estufa”, informou o MME.

O tema foi debatido hoje (6) durante reunião do ministro Moreira Franco com o diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Décio Oddone, o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone, e o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Reive Barros.

Durante a reunião, foi definido que a ANP e a EPE farão uma tomada pública de contribuições conjunta para identificar mecanismos de substituição, nos contratos de fornecimento de gás, do combustível importado (gás natural liquefeito - GNL) pelo gás doméstico.

“Considerando que a ANP, a ANEEL e a EPE são órgãos fundamentais para acompanhar e implementar políticas no setor de energia, para garantir a integração dos setores de gás e energia elétrica, preços justos e abundância no fornecimento de energia”, disse o MME.

Em um primeiro momento, os leilões visam substituir térmicas a óleo cujos contratos vencem entre 2023 e 2024. Também foi criado um fórum permanente de integração entre os três órgãos para discutir medidas para dar agilidade ao processo de ofertas de áreas em leilões e incentivar a competição no mercado de gás natural.

Edição: Sabrina Craide

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212