Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Conselho do FGTS adia votação sobre crédito para Santas Casas - Jornal Brasil em Folhas
Conselho do FGTS adia votação sobre crédito para Santas Casas


A nova proposta de linha de crédito que destina 5% dos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para as Santas Casas e Hospitais Filantrópicos foi tema de uma discussão hoje durante reunião do Conselho Curador do FGTS. A votação do foi adiada, e o assunto será alvo de nova discussão amanhã (12) por um grupo técnico e submetido novamente para votação definitiva do Conselho. A expectativa é de que a matéria seja votada até o final desta semana.

“A gente discutiu bastante a regulamentação da linha dos hospitais filantrópicos, avançamos em muitas coisas mas algumas precisam ainda ser discutidas no grupo técnico. Amanhã a gente vai discutir inclusive a questão orçamentária, quanto a gente vai alocar pra essa linha ainda em 2018 ou não, saber qual a situação do orçamento, então essas questões que precisa de debruçar sobre os números”, afirmou o coordenador geral do FGTS, Bolivar Moura Neto, ao final da reunião.

O volume de recursos estabelecido pelo Conselho determinará o valor concedido para operações de crédito destinadas às entidades filantrópicas e sem fins lucrativos.

Santas Casas

Atualmente, o Brasil conta com três mil serviços filantrópicos que prestam atendimento para o Sistema Único de Saúde (SUS), entre policlínicas, clínicas especializadas e laboratórios.

Destes, 1.627 compõem a rede hospitalar do SUS, sendo responsáveis por 11,5% dos atendimentos ambulatoriais (2,4 bilhões) e 41,4% das internações hospitalares (11,6 milhões) no SUS. Com isso, representam 53% do total de atendimentos realizados no SUS. Em 968 municípios a assistência hospitalar é realizada exclusivamente por essas unidades.

Em 2017, o Ministério da Saúde destinou para as Santas Casas e Hospitais Filantrópicos R$ 22 bilhões para o custeio de serviços ambulatoriais e de média e alta complexidade como internações de cardiologia, transplantes, quimioterapia e cirurgias oncológicas.

Já possuem Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social na Área de Saúde (CEBAS) 1.354 entidades, e, com isso, recebem o benefício de isenção fiscal, menor burocracia em convênios, emendas parlamentares, expansão da infraestrutura e aquisição de equipamentos.

Edição: Sabrina Craide

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212