Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 “Mulheres e homens são absolutamente iguais”, diz Zé Eliton - Jornal Brasil em Folhas
“Mulheres e homens são absolutamente iguais”, diz Zé Eliton


O governador e candidato à reeleição Zé Eliton, da Coligação Goiás Avança Mais, falou nesta terça-feira (18) sobre as principais propostas de seu plano de governo, entre elas uma, em especial, para combater e reduzir os índices de feminicídios (assassinatos de mulheres) em Goiás.

Em entrevista, Eliton disse que as ações são multisetoriais. “Precisamos de ações que vão desde a área da Saúde, para detectar se a mulher sofre algum tipo de violência, logo no início do problema, como na área da Educação, com a reformulação da grade escolar da primeira infância até o Ensino Médio, para que tenhamos uma nova cultura, até a área de fomento, para garantir que a mulher tenha seu lugar assegurado no mercado de trabalho e na política”, disse Zé Eliton.

Atento a esse grave problema que assola não só Goiás, como o País, o governador criou o programa Goiás Por Elas, que tem ações integradas para monitoramento, prevenção e enfrentamento da violência doméstica e familiar praticada contra a mulher. “As pessoas precisam entender que homens e mulheres são absolutamente iguais, são seres humanos, com capacidades e condições intelectuais e laborais idênticas. Ambos devem ser tratados de forma igual, com muito respeito”, falou Zé Eliton.

Ainda constam do programa ações como: apoiar os municípios na ampliação da oferta de vagas em creches para as mães que trabalham; fomentar o acolhimento regional da mulher vítima da violência por meio de Abrigos Casa da Mulher Goiana e de organizações não governamentais, e, implementar o Programa Botão de Pânico para mulheres em situação de ameaça ou vítima de violência considerada de alto risco.

“Temos uma preocupação muito grande com esse tema, pois não é tema típico de Segurança Pública. O feminicídio afeta na verdade outras áreas transversais da Administração Pública. Não é possível, por exemplo, colocar um policial dentro de cada lar. O feminicídio, na grande maioria dos casos, ocorre dentro de casa. Por isso, criamos o Programa Goiás Por Elas, para que possamos, além de combater o feminicídio, gerar oportunidades, através de créditos para as mulheres, qualificação profissional e equiparação profissional, afinal elas fazem o mesmo trabalho que os homens e merecem ganhar o mesmo tanto”, definiu o candidato.

Cultura - Para a área de Cultura, Zé Eliton garantiu que vai continuar trabalhando, se eleito, para consolidar às diversas conquistas alcançadas no segmento durante os últimos anos em Goiás. “Trabalhamos muito ao longo dos últimos anos e até preciso fazer uma homenagem ao ex-governador Marconi Perillo, que fez um trabalho extraordinário na recuperação do acervo patrimonial de Goiás”, disse.

Zé Eliton afirmou que o Governo de Goiás se esforçou muito para tornar a ex-capital do Estado, a cidade de Goiás, um patrimônio mundial, reconhecida pela Unesco. “Recentemente, estive lá e inauguramos a reforma do Teatro São Joaquim, além da revitalização de todo o projeto arquitetônico da cidade de Goiás. Da mesma forma, fizemos em Pirenópolis, para que ela fosse referência no Brasil no que diz respeito à guarda do patrimônio histórico”, narrou o governador.

Em Goiânia, o candidato citou a recente reforma do Museu Pedro Ludovico e a revitalização da Praça Cívica. “Mas, política cultural vai muito além disso, temos em Goiás diversos eventos que promovem a cultura, como o Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA), criado por nós na Cidade de Goiás, o Canto da Primavera, em Pirenópolis, entre outros”, citou.

“Lançamos recentemente a Lei Goyazes, que é mais um fomento à cultura e à arte, e fizemos o repasse de R$ 2,5 milhões para o Fundo de Cultura, sendo que R$ 1,5 milhão já foi aprovado. Em muitos casos, há uma dificuldade de repasse por causa de falta de documentação de projetos aprovados. Vamos ampliar, no próximo governo, ações de consolidação desses avanços”, garantiu o governador, sem deixar de mencionar o Basileu França, formador de artistas que estão atuando no mundo todo, “representando Goiás para o mundo”.

Educação - Zé Eliton, ao falar de Educação, afirmou que o tema é e sempre será prioridade de seu governo. “Tanto que escolhemos a Raquel Teixeira como vice-governadora, que, além de mulher, forte, competente e determinada, é professora. Ela também é responsável por tornar Goiás o 1º lugar no Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb), do Ministério da Educação”, disse, ao garantir o Estado é e continuará sendo referência nacional em Educação.

Para o candidato, “Educação” liberta e, segundo Zé Eliton, ele é uma prova viva disso. “Estudei em escola pública, vim para Goiânia, andei de ônibus, ralei para caramba, como a maioria de nossos jovens, para conseguir me formar. Meu primeiro emprego foi vendedor de curso de inglês”, declarou o governador ao afirmar que só é o que é, hoje, graças à Educação.

Ele ainda relembrou que vários amigos de Posse, cidade em que foi criado, não tiveram a mesma oportunidade e nem sequer cursaram a faculdade, porque não tinha. “É por isso, que criamos o programa UEG em Rede, que vai oferecer curso superior gratuito a todos os 246 municípios, para atender as pessoas que não têm condições de sair de sua cidade para estudar”, explicou.

Abastecimento de água - Ao ser questionado sobre a situação do abastecimento de água em Goiânia e na Região Metropolitana, Zé Eliton disse que o Governo de Goiás tomou várias medidas para evitar a falta d´água. “Como vocês podem ver, neste ano não faltou água para os goianos, isso porque estamos finalizando a obra de transposição do Ribeirão João Leite ao Rio Meia Ponte, para continuar garantindo o abastecimento”, falou, além de citar o decreto de Segurança Hídrica, que permitiu à Secima fiscalizar e monitorar a vazão no Meia Ponte e João Leite.

Para a cidade de Aparecida de Goiânia, em especial, o candidato afirmou que tem um projeto para transformar o Hospital de Urgências do município em uma unidade de Oncologia. “O projeto está bem adiantado, mas só teremos condições de fazer isso, quando o Hospital Municipal de Aparecida estiver pronto e funcionando”, informou.

Sistema Penitenciário - Sobre o Sistema Penitenciário, afirmou que em seu plano de governo consta a extinção da penitenciária Odenir Guimarães, localizada hoje no perímetro urbano de Aparecida. “Já temos outra área para a construção de uma nova penitenciária, que será maior, mais moderna e segura”, informou o governador.

O candidato da chapa Goiás Avança Mais foi indagado, durante a entrevista, sobre sua trajetória política e sobre o fato de ter mudado de partidos, saindo do DEM, passando pelo PP e agora, no PSDB. “Todo processo eleitoral passa por diversas mudanças e depois de perceber que meus ideias não batiam mais com as de algumas siglas partidárias, resolvi mudar. Hoje estou e me identifico com o PSDB, que tem um conjunto de políticas públicas que, a meu ver, condiz com aquilo que penso”, destacou.

Para Eliton, na política, é preciso ter coerência: “Há candidato, que, no passado, agredia Iris Rezende, falava mal de Maguito Vilela, chegando a dizer em um debate que reunião do MDB era caso de polícia, elogiava o Marconi Perillo, por diversos anos e, no momento em que achou oportuno, mudou de ideia e passou a falar mal do ex-governador. Depois, acabou se unindo a Iris e Maguito na eleições de 2014 e recentemente, convidou Daniel Vilela para ser seu vice. Após a recusa, começou a falar mal dele também”, disse o governador se referindo à incoerência e ao oportunismo do candidato do DEM, Ronaldo Caiado.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio entrega título de Cidadã Goiana a cantora Joelma
Fundo Nacional do Idoso é aprovado na Câmara
Aval do TCU é suficiente para cessão onerosa, dizem técnicos da Corte
Acordo possibilitará investimentos privados em segurança pública
Vazamento de óleo afetará reprodução da fauna em mangue, diz ONG
Temer e Bolsonaro lamentam tragédia em Campinas
Jungmann coloca PF à disposição para apuração de caso de Campinas
Ministro da Cultura inicia comemorações aos 200 anos da independência

MAIS NOTICIAS

 

Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
 
 
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
 
 
Diálogo Brasil debate projeto Escola sem Partido
 
 
Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social
 
 
Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus
 
 
ONG homenageia policiais militares mortos no estado do Rio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212