Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Sete lotes ficam sem oferta em leilão de participações da Eletrobras - Jornal Brasil em Folhas
Sete lotes ficam sem oferta em leilão de participações da Eletrobras


Sete dos 18 lotes de participação da Eletrobras em empreendimentos de geração de energia eólica e linhas de transmissão não receberam lances em leilão realizado nesta quinta-feira (27) na Bolsa de valores de São Paulo (B3). Entre os 11 lotes que foram vendidos, apenas dois foram arrematados por valores acima do preço inicial. Do valor mínimo inicial previsto de R$ 3,1 bilhões, foram arrecadados apenas R$ 1,3 bilhão. O leilão foi realizado na Bolsa de Valores de São Paulo (B3).

A Copel pagou R$ 105 milhões pela linha de transmissão no estado do Paraná operada pela Uirapuru. O valor é 20,35% maior do que o preço base. Por intermédio da Eletrosul, a Eletrobras detinha 75% da sociedade de propósito específico (SPE). As SPEs são sociedades empresariais com as mesmas características do consórcio e formadas para execução de um determinado empreendimento. Normalmente são usadas para isolar o risco financeiro de uma atividade.

O Consórcio Olympus ofereceu R$ 94,8 milhões pela transmissão no estado de Mato Grosso, 10% acima do valor mínimo estipulado pelo edital. A Eltrobras vendeu os 49% de participação que tinha na Amazônia-Eletronorte Transmissora de Energia.

O maior empreendimento levado a leilão, a Santa Vitória do Palmar Holding, foi um dos que não atrairam o interesse de investidores. O lance mínimo para 78% do lote de geração de energia eólica era de R$ 635 milhões.

Projeto de privatização

O leilão de hoje faz parte do projeto de privatização da Eletrobras. Também estão sendo vendidas as distribuidoras controladas pela estatal. No dia 25 outubro deve ir a leilão a Amazonas Energia. O certame estava previsto para ontem (26), porém foi adiado.

Já o leilão da Companhia Energética de Alagoas (Ceal) continua suspenso devido a uma decisão judicial do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), após ação movida pelo governo de Alagoas.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar
Conselho Europeu aceita prorrogar saída do Reino Unido para maio

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212