Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Sete lotes ficam sem oferta em leilão de participações da Eletrobras - Jornal Brasil em Folhas
Sete lotes ficam sem oferta em leilão de participações da Eletrobras


Sete dos 18 lotes de participação da Eletrobras em empreendimentos de geração de energia eólica e linhas de transmissão não receberam lances em leilão realizado nesta quinta-feira (27) na Bolsa de valores de São Paulo (B3). Entre os 11 lotes que foram vendidos, apenas dois foram arrematados por valores acima do preço inicial. Do valor mínimo inicial previsto de R$ 3,1 bilhões, foram arrecadados apenas R$ 1,3 bilhão. O leilão foi realizado na Bolsa de Valores de São Paulo (B3).

A Copel pagou R$ 105 milhões pela linha de transmissão no estado do Paraná operada pela Uirapuru. O valor é 20,35% maior do que o preço base. Por intermédio da Eletrosul, a Eletrobras detinha 75% da sociedade de propósito específico (SPE). As SPEs são sociedades empresariais com as mesmas características do consórcio e formadas para execução de um determinado empreendimento. Normalmente são usadas para isolar o risco financeiro de uma atividade.

O Consórcio Olympus ofereceu R$ 94,8 milhões pela transmissão no estado de Mato Grosso, 10% acima do valor mínimo estipulado pelo edital. A Eltrobras vendeu os 49% de participação que tinha na Amazônia-Eletronorte Transmissora de Energia.

O maior empreendimento levado a leilão, a Santa Vitória do Palmar Holding, foi um dos que não atrairam o interesse de investidores. O lance mínimo para 78% do lote de geração de energia eólica era de R$ 635 milhões.

Projeto de privatização

O leilão de hoje faz parte do projeto de privatização da Eletrobras. Também estão sendo vendidas as distribuidoras controladas pela estatal. No dia 25 outubro deve ir a leilão a Amazonas Energia. O certame estava previsto para ontem (26), porém foi adiado.

Já o leilão da Companhia Energética de Alagoas (Ceal) continua suspenso devido a uma decisão judicial do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), após ação movida pelo governo de Alagoas.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio entrega título de Cidadã Goiana a cantora Joelma
Fundo Nacional do Idoso é aprovado na Câmara
Aval do TCU é suficiente para cessão onerosa, dizem técnicos da Corte
Acordo possibilitará investimentos privados em segurança pública
Vazamento de óleo afetará reprodução da fauna em mangue, diz ONG
Temer e Bolsonaro lamentam tragédia em Campinas
Jungmann coloca PF à disposição para apuração de caso de Campinas
Ministro da Cultura inicia comemorações aos 200 anos da independência

MAIS NOTICIAS

 

Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
 
 
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
 
 
Diálogo Brasil debate projeto Escola sem Partido
 
 
Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social
 
 
Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus
 
 
ONG homenageia policiais militares mortos no estado do Rio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212