Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Pelo menos 1.733 pessoas morreram na travessia do Mediterrâneo em 2018 - Jornal Brasil em Folhas
Pelo menos 1.733 pessoas morreram na travessia do Mediterrâneo em 2018


Pelo menos 1.733 imigrantes morreram na travessia pelo Mar Mediterrâneio de janeiro a 26 de setembro deste ano, segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM), vinculada às Nações Unidas. Há três dias, três pessoas morreram ao tentar chegar à Espanha: uma mulher marroquina de 19 anos foi baleada e outras três ficaram feridas.

Segundo a entidade, 35.859 homens, mulheres e crianças foram resgatados nas águas do Mediterrâneo Ocidental até 26 de setembro. São numerosos os relatos de embarcações impedidas de avançar por ordens das autoridades dos países. Organizações não-governamentais reúnem depoimentos de mulheres e crianças que passam dificuldades por essas restrições.

Pelo levantamento da OIM, 81.207 imigrantes entraram na Europa por via marítima, ao longo do ano.

O país que mais recebe imigrantes na Europa é a Espanha, registrando 44% de todas as chegadas até o fechamento da pesquisa. O percentual é o dobro do recebido pela Grécia e quase sete vezes o da Itália.

A organização ressaltou a preocupação com a supervisão do retorno humanitário voluntário de 12.372 imigrantes retidos que deixaram a Líbia para seus países de origem. Desde 1º de janeiro de 2017, a OIM assistiu a um total de 31.743 migrantes abandonados que desejam deixar a Líbia para quase três dúzias de países na África e na Ásia.

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar
Conselho Europeu aceita prorrogar saída do Reino Unido para maio

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212