Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 No debate da TV Anhanguera, Zé Eliton ressaltou avanços da educação - Jornal Brasil em Folhas
No debate da TV Anhanguera, Zé Eliton ressaltou avanços da educação


No primeiro bloco do debate promovido pela TV Anhanguera, nesta terça-feira (2), o governador Zé Eliton (PSDB), candidato à reeleição, respondeu com serenidade a todos os questionamentos, e iniciou respondendo à candidata Kátia Maria, do PT, sobre os avanços na área da Educação em Goiás. Zé Eliton ressaltou que ao longo das últimas décadas Goiás formou aproximadamente 300 mil pessoas entre a Universidade Estadual de Goiás (UEG) e o Programa Bolsa Universitária.

“Para que nós pudéssemos fazer que o ensino superior chegasse aos 246 municípios goianos nós criamos a UEG em Rede, para dar oportunidades ao jovens, principalmente os jovens de famílias simples para que eles tenham condições de sonhar com um futuro melhor a partir do ensino superior”, pontuou.

Afirmou que nenhum aluno ficou sem aula, citando a criação da UEG como um dos principais avanços do governo tucano. “A UEG, que nós criamos, continua funcionando, agora recentemente fez convênio com Instituto Tecnológico da Aeronáutica – ITA - uma das instituições mais respeitadas do Brasil e do mundo. É esse ensino que nós queremos dar para gerar oportunidade aos mais humildes. Esse é o nosso foco, trabalhamos com muita convicção para melhorar a vida de cada goiano”, disse.

Candidato à reeleição, Zé Eliton disse ainda que a oposição tenta desconstruir os avanços realizados em Goiás porque não conhece a realidade da população e como esses programas são importantes. “Falar para tentar desconstruir todo o serviço que é feito em favor dos goianos é apenas uma forma de montar um esquema em parceria com os demais para negar aquilo que funciona”, observou. Para ele, quem é usuário dos hospitais estaduais é quem precisa, e quem precisa conhece a excelência, a pessoa que recebe o Bolsa Universitária nunca se quer perdeu um dia de aula, a pessoa que tem o passe escolar sempre usou e continua usando utilizando o transporte público gratuito”, afirmou. Ele lembrou também das conquistas importantes que foram propiciadas a todos as famílias de baixa renda.

Sobre a questão das tornozeleiras eletrônicas dos presos, disse que o sistema é atrasado e beneficia quem comete crimes. “Em relação às tornozeleiras, eu quero reiterar que diversas vezes tive oportunidade de colocar o meu inconformismo desse modelo estabelecido no Brasil. Acho que a tornozeleira é perniciosa, acaba por incentivar a criminalidade, o bandido faz o crime, coloca a tornozeleira e vai para casa. Porém, como a lei exige esse modelo de pena alternativa, nós estamos regularizando toda essa questão. Como fizemos ao logo dos anos, o que nós fazemos é trabalhar para os que mais precisam, mais simples, dar o direito de sonhar com um futuro melhor, o cenário que vocês pintam não é o cenário que a população de Goiás vive”, sentenciou.

Ao final do primeiro Bloco, Zé Eliton criticou o candidato Daniel Vilela afirmando que ele nunca teve a carteira de trabalho assinada, não conhece o que as pessoas mais simples passam. “Eu conheço a dificuldade dos mais simples, já precisei da segurança pública, por isso nós criamos o batalhão de segurança nos terminais. As pessoas que usam, sabem do que estou falando, as que usam o Hugo, o Hugol, o estudante do Bolsa Universitária sabe do que estou falando, o senhor nunca precisou disso”, declarou.

Ainda segundo ele, o candidato Daniel Vilela não conhece as dificuldades da vida, e não tem moral para falar: “Nós sempre trabalhamos, só tem condições de trabalhar com o coração aquele que viveu dificuldades. Candidatos falam do curso superior, dos hospitais, porém, quando precisaram, usam Hospitais particulares como o Sírio Libanês, nós temos outros que se formaram no Rio de Janeiro, outros que fizeram faculdade na França, não conhecem a realidade. O que nós estamos fazendo é melhorar a vida das pessoas. Com dificuldades, mas superando as dificuldades com determinação e força”, concluiu sua fala durante o primeiro bloco.

 

Últimas Notícias

Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar
Conselho Europeu aceita prorrogar saída do Reino Unido para maio

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212