Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Aéreas dizem que mudança no horário de verão vai prejudicar passageiro - Jornal Brasil em Folhas
Aéreas dizem que mudança no horário de verão vai prejudicar passageiro


A decisão do governo federal de adiar o início do horário de verão por duas semanas afetará ao menos 3 milhões de pessoas que viajarão de avião. Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), a mudança da data acarretará sérias consequências ao planejamento das operações e, consequentemente, para quem adquiriu passagens antecipadamente.

Em nota, a Abear manifestou-se contrária ao adiamento. Alegando que um grande número de usuários corre o risco de perder seus voos, a associação também já pediu à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), à Secretaria de Aviação Civil (SAC), à Casa Civil e aos ministérios dos Transportes e de Minas e Energia que mantenham o cronograma inicial, com o início do horário de verão no dia 4 de novembro.

“A antecedência na definição do período do horário de verão é fundamental para garantir o pleno funcionamento do setor aéreo, seja em voos domésticos (onde há diferentes fusos horários), seja em voos internacionais”, sustenta a entidade, destacando que 42 mil voos de empresas associadas à Abear estão programados para o período. “Mudanças em curto período impactam toda a operação das companhias aéreas”.

A Anac informou à Agência Brasil que o assunto está sendo discutido em âmbito ministerial e que as orientações aos passageiros serão divulgadas em momento oportuno. A Secretaria de Aviação Civil, ligada ao Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, ainda não se manifestou sobre o assunto.

Enem

O horário de verão estava previsto para começar a zero hora do dia 4 de novembro. A pedido do Ministério da Educação (MEC), a medida foi adiada para o dia 18 do mesmo mês. A data final foi mantida para o terceiro domingo de fevereiro de 2019. O texto com a decisão federal será publicado em breve no Diário Oficial da União.

O Ministério da Educação justificou o pedido de adiamento alegando que a medida visa a evitar transtornos para cerca de 5,5 milhões de estudantes que devem participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cujas provas estão marcadas para os dias 4 e 11 de novembro, em todo o país.

Nas redes sociais, o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, comemorou a mudança. “Candidatos terão mais tranquilidade para fazer as provas. Caso o horário de verão iniciasse no primeiro dia de provas do Enem, como estava previsto, muito provavelmente acarretaria prejuízos aos participantes.”

O horário de verão é adotado nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal.

Edição: Sabrina Craide

 

Últimas Notícias

Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar
Conselho Europeu aceita prorrogar saída do Reino Unido para maio

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212