Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Anatel aprova consulta pública para concessão de serviços da Sercomtel - Jornal Brasil em Folhas
Anatel aprova consulta pública para concessão de serviços da Sercomtel


A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou hoje (4) a abertura de consulta pública sobre o edital de licitação para concessão dos serviços de telefonia fixa, móvel e banda larga fixa da Sercomtel. A empresa da prefeitura de Londrina (PR), que atende 197 cidades paranaenses, acumula dívidas de cerca de R$ 230 milhões.

A consulta deverá receber contribuições da sociedade por 30 dias após a sua publicação e também trata do uso de radiofrequências nas faixas de 800 mega-hertz (MHz) e 1,8 giga-hertz (GHz) pertencentes à empresa.

A decisão desta quinta-feira foi tomada pouco mais de um ano após a Anatel abrir o processo para declarar a caducidade da concessão da empresa. De acordo com o presidente da Anatel, Juarez Quadros, a abertura do edital é uma medida “em paralelo” ao processo de cassação das licenças da Sercomtel.

O relator da consulta pública, conselheiro da Anatel Aníbal Diniz, disse que, caso a agência venha a declarar a caducidade da concessão e das autorizações, é melhor que já se disponha de um edital finalizado para os interessados em adquirir as licenças. “A consulta é um passo, porque o processo de caducidade continua correndo. Se lá na frente for decretado a caducidade, tem de ter um edital finalizado”, disse.

O conselheiro ainda pediu “bom-senso” para a prefeitura de Londrina, controladora da empresa, e os acionistas. Diniz disse ainda aguardar uma proposta para sanear a operadora

“Esperamos que haja bom-senso da prefeitura e dos acionistas majoritários da Sercomtel para que tomem providências, pois estamos simplesmente vendo uma empresa morrer por inanição e não tomar uma atitude”, disse.

De acordo com a assessoria da Anatel, “apesar de a agência saber da urgência de uma solução para a operadora, os ritos de transparência do processo, obrigatórios para a Anatel, terão que ser cumpridos. Isso significa que os editais de licitação ainda serão submetidos à consulta pública por pelo menos 30 dias, após a publicação da consulta no Diário Oficial da União”.


Edição: Fábio Massalli

 

Últimas Notícias

Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar
Conselho Europeu aceita prorrogar saída do Reino Unido para maio

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212