Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Governo autoriza aumento na tarifa de Angra 3 - Jornal Brasil em Folhas
Governo autoriza aumento na tarifa de Angra 3


O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) aprovou hoje (9) o aumento da tarifa da usina de Angra 3. A medida é apontada como uma das maneiras de viabilizar o término da construção do empreendimento, cujas obras estão paradas desde 2015. Com isso, a tarifa da usina, que atualmente está R$ 240 por megawatts-hora (MWh), irá dobrar atingir até R$ 480/MWh, em valores de julho deste ano.

O aumento foi uma recomendação do grupo de trabalho criado pelo governo para analisar a situação de Angra 3. Na reunião do CNPE também foram aprovados os estudos para a retomada das obras da Usina Nuclear Angra 3. O governo quer buscar investidores externos para auxiliar na finalização da construção.

Em nota, o CNPE informa que Angra 3 está programada para entrar em funcionamento em janeiro de 2026. Os investimentos previstos são de R$ 15,5 bilhões.

Por isso, também foi decidido que o Ministério de Minas e Energia vai propor ao Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI) uma avaliação da possibilidade de qualificação do empreendimento no Programa de Parceria de Investimentos (PPI), bem como que seja criada estrutura de governança para o acompanhamento dos principais marcos do projeto que vai garantir a entrada em operação da usina dentro do prazo previsto.

De acordo com o ministério, a usina, que tem capacidade de 1.405 MW, pode proporcionar mais segurança energética e elétrica ao sistema elétrico brasileiro. O argumento é que, por estar localizada na Região Sudeste, onde há maior consumo de energia no país, o acionamento da usina poderá gerar menores custos com a transmissão de energia.

“Sua operação corresponderá a um acréscimo de 7,2% da energia armazenável máxima do Subsistema Sudeste/Centro-Oeste e reduzir o acionamento de usinas térmicas com maior custo”, diz a nota do conselho.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio entrega título de Cidadã Goiana a cantora Joelma
Fundo Nacional do Idoso é aprovado na Câmara
Aval do TCU é suficiente para cessão onerosa, dizem técnicos da Corte
Acordo possibilitará investimentos privados em segurança pública
Vazamento de óleo afetará reprodução da fauna em mangue, diz ONG
Temer e Bolsonaro lamentam tragédia em Campinas
Jungmann coloca PF à disposição para apuração de caso de Campinas
Ministro da Cultura inicia comemorações aos 200 anos da independência

MAIS NOTICIAS

 

Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
 
 
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
 
 
Diálogo Brasil debate projeto Escola sem Partido
 
 
Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social
 
 
Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus
 
 
ONG homenageia policiais militares mortos no estado do Rio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212