Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Boulos anuncia que PSOL apoiará Haddad - Jornal Brasil em Folhas
Boulos anuncia que PSOL apoiará Haddad


O candidato do PSOL, Guilherme Boulos, afirmou hoje (9) que o partido vai apoiar a candidatura do PT à Presidência da República, Fernando Haddad. Nas redes sociais, ele disse ter formalizado o apoio durante encontro com o petista, e apelou para que as pessoas não se deixem desanimar em defesa dos direitos e sonhos.

“Quando eu nasci, o Brasil estava sob a ditadura e eu vou lutar com todas as minhas forças para que minhas filhas não cresçam em outra”, afirmou Boulous, lembrando que o período militar foi “sombrio” e “não de lutas”.

Boulos afirmou que, mesmo sem sair vitorioso no primeiro turno, foi um esforço positivo. “Agradecemos a todos que depositaram seus sonhos nas urnas votando 50. Agora, estaremos nas ruas para derrotar o fascismo e eleger quem representa a democracia no segundo turno: Fernando Haddad.”

Nas redes sociais, o PSOL faz campanha contra o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro. O slogan utilizado é: “No 2º turno o PSOL defende o voto em Haddad e Manuela [d’Ávila, vice na chapa do PT]”.

Apoio

Durante encontro de representantes do PSOL com Fernando Haddad em um hotel na zona sul da capital paulista, Boulos anunciou em entrevista à imprensa que o partido irá compor a coordenação da campanha petista.

O presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, disse, ao ser questionado sobre a posição do partido em um provável governo petista, que o “apoio incondicional” na campanha não se compromete com um apoio governista.

“Nosso engajamento é menos comprometido com o que será um governo do Fernando Haddad, e nós esperamos que ele seja presidente da República, e muito mais comprometido com o combate a esta ameaça deste grupo do Jair Bolsonaro”, disse em referência às propostas do candidato do PSL que, na avaliação dele, ameaçam direitos sociais.

Também estiveram presentes no anúncio, pelo PT, a presidenta nacional da legenda, Gleisi Hoffmann e o senador Lindbergh Farias, que não foi reeleito no Rio de Janeiro; e pelo PSOL, o deputado federal eleito Marcelo Freixo.

Texto ampliado às 20h16 para acréscimo de informação

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Saúde libera recursos para atender moradores da região de Brumadinho
Justiça determina prisão preventiva de acusado de espancar paisagista
Irmão de mulher espancada diz que ainda está chocado com a violência
Flamengo pede mais prazo para decidir sobre indenização de vítimas
Profissionais que atuaram em Brumadinho serão monitorados
Auditores descobrem 158 Kg de cocaína na fronteira com a Bolívia
Governo determina medidas de precaução para barragens em todo o país
Bolsonaro irá ao Congresso entregar texto da reforma da Previdência

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212