Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Em debate, Witzel e Paes falam sobre segurança e saneamento básico - Jornal Brasil em Folhas
Em debate, Witzel e Paes falam sobre segurança e saneamento básico


Os dois candidatos que disputam o segundo turno ao governo do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM) e Wilson Witzel (PSC), participaram hoje (11) de um debate no auditório da Casa Firjan, em Botafogo, na zona sul da capital fluminense. Foi o primeiro evento desse tipo nesta etapa da disputa eleitoral.

Sobre segurança pública, Witzel afirmou que é preciso garantir proteção jurídica aos agentes e empoderar as polícias, garantindo a integração entre as forças Civil e Militar, e reforçou que, se eleito, vai acabar com a Secretaria de Estado de Segurança, para “evitar interferências políticas”. “Vamos trazer o sistema de monitoramento de câmeras para dar mais agilidade ao policiamento nas vias de acesso à cidade”, disse.

Já Eduardo Paes disse que a política de segurança deve ser inteligente para evitar a morte de inocentes, “ao invés de entrar nas comunidades dando tiro”. Ele também destacou que o policial precisa ter “respaldo do estado para agir com contundência” sem sofrer ameaças ou constrangimentos, tendo a figura do governador como garantidor da lei. “As Forças Armadas estão aqui. Eu assumo o comando da segurança, mas vou pedir ao próximo presidente que coloque as Forças Armadas à nossa disposição”, disse Paes.

Saneamento básico

Perguntados sobre os problemas de saneamento básico, ambos descartaram privatização da Companhia de Águas e Esgoto (Cedae). Witzel disse que a empresa precisa ser reestruturada e Paes que investiria em parcerias público-privada para aumentar a coleta e tratamento de esgoto no estado.

Sobre transparência na administração estadual, Witzel disse que criará uma Controladoria-Geral do estado, com pessoal técnico e citou o nome do ex-ministro da Fazenda Joaquim Levy “para trazer credibilidade para o estado e atrair investimentos”. Já Eduardo Paes prometeu ter uma secretaria de integridade pública, que teria a frente alguém que tenha integrado a Operação Lava Jato.

Ambos disseram que pretendem acabar com a vistoria anual do Detran, procedimento obrigatório para veículos com mais de cinco anos para receber o licenciamento anual. Também prometeram investir em turismo e em pesquisa nas universidades estaduais.

Mobilidade

Em relação à mobilidade, Paes disse que pretende reformar o sistema de trem para transformar em metrô, além de licitar as linhas de ônibus e investir em BRT.

Witzel disse que vai investir no metrô de superfície e em linhas para Itaboraí, São Gonçalo e Niterói, na região metropolitana, além de trem turístico para região serrana e Costa Verde.
Troca de farpas

O encontro foi marcado por troca de farpas entre os candidatos. Nesta semana, o ex-juiz federal Wilson Witzel disse que poderia dar ordem de prisão para Eduardo Paes caso ele falasse alguma mentira ou ofendesse a sua honra. No debate de hoje, Paes disse que não é autoritário e nem frouxo, e que participa dos encontros para discutir propostas para o estado.

Witzel criticou as parcerias público-privadas firmadas por Paes quando era prefeito do Rio de Janeiro, e Paes acusou o adversário de receber auxílio-moradia quando era juiz, mesmo tendo imóvel próprio.

Edição: Carolina Pimentel

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212