Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Uma das Sete Maravilhas do Mundo, Cristo Redentor completa 87 anos - Jornal Brasil em Folhas
Uma das Sete Maravilhas do Mundo, Cristo Redentor completa 87 anos


De braços abertos, o Cristo Redentor, abençoa a cidade do Rio de Janeiro, do alto do Morro do Corcovado, no Parque Nacional da Tijuca, desde 12 de outubro de 1931, dia em que o monumento foi inaugurado, pelo presidente Getulio Vargas. De lá, até os dias atuais, a imagem se transformou em um dos mais conhecidos pontos turistícos do mundo e foi considerado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) como Patrimônio da Humanidade. Em 2007, foi declarado uma das Sete Maravilhas do Mundo. Nesta sexta-feira, o monumento completa 87 anos.

Aniversário

A programação das comemorações começou ontem (11) com uma vigília de oração e continua, nesta sexta-feira, às 8h, com a bênção, pelo reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar Raposo, com a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Das 9h às 18h, o projeto Ação de Amor do Cristo Redentor, no Parque do Flamengo, próximo ao Marco Zero, vai oferecer serviços de esporte, lazer, cultura, saúde, educação e assistência. Às 18h30, o presidente Michel Temer participa da celebração da Missa do Dia de Nossa Senhora Aparecida, no monumento no alto do Corcovado.

Construção

A construção do monumento não foi fácil e levou muito tempo. A história da estátua de estilo art déco teve início em 1859 com uma ideia do padre francês Pierre-Marie Boss, capelão da Igreja do Colégio Imaculada Conceição, de instalar um monumento religioso, no topo do Corcovado, um morro com 710 metros de altura.

O local não foi consenso dentro da Igreja Católica. Uma corrente preferia que fosse no Pão de Açúcar, outro cartão-postal do Rio. A discordância foi resolvida por uma comissão em 1921 e, finalmente, no ano seguinte, foi escolhido o projeto do engenheiro e construtor Heitor da Silva Costa, que chamou o desenhista italiano Carlos Oswald, o escultor francês de origem polonesa, Paul Landowski e o calculista Albert Caquot para integrar a equipe. O escultor foi responsável pela produção da cabeça e das mãos do Cristo, feitas na França e trazidas em partes para o Brasil.

Os primeiros desenhos mostravam a imagem do Cristo carregando uma cruz na mão esquerda. O traçado foi mudando até chegar a do Cristo de braços abertos simbolizando uma cruz. A construção começou em 1926 e consumiu 2.500 contos de réis, a maior parte arrecadada em contribuições por meio de campanha lançada pela Igreja.

O monumento

Construído em pedra sabão com a montagem de milhares de triângulos, o Cristo Redentor tem 38 metros de altura, sendo oito de pedestal. O tamanho é equivalente a um edifício de 13 andares. O comprimento da cabeça é de 3 metros e 75 centímetros, com peso de 30 toneladas. Cada mão mede 3 metros e 20 centímetros, pesando 8 toneladas.

Reformas

A primeira reforma ocorreu em 1980 para a primeira visita do papa João Paulo II ao Brasil. Dez anos depois, uma nova reforma, mais complexa, demorou sete meses para ser concluída e consumiu US$ 2 milhões e foi patrocinada pela Rede Globo e a Shell. Em 2014, o santuário passou por mais um restauro. Dessa vez, para recompor três dedos da mão direita e detalhes na cabeça que foram atingidos por raios.

Edição: Carolina Pimentel

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212