Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Abin e PGE-RJ firmam acordo para investigar sonegação de impostos - Jornal Brasil em Folhas
Abin e PGE-RJ firmam acordo para investigar sonegação de impostos


A Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE-RJ) e a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) vão trabalhar em conjunto para melhorar a investigação e a cobrança de empresas que sonegam impostos estaduais. O acordo de cooperação técnica foi assinado hoje (15) pelo procurador-geral do estado, Rodrigo Zambão, e pelo superintendente da Abin no Rio de Janeiro, Joubert Martins Moreira.

Segundo Zambão, o trabalho conjunto representará um ganho muito grande para a PGE. Ele explicou que o objetivo é fazer um trabalho eficiente com inteligência na área tributária. Já o superintendente da Abin ressaltou que, há algum tempo, a atividade de inteligência vem sendo ampliada para as mais diversas áreas de atuações governamentais.

Na visão do procurador-chefe da Dívida Ativa, Hugo Maurell, a Procuradoria da Dívida Ativa precisa aprimorar seus métodos de perseguição de créditos tributários e não tributários, para, com a adoção de técnicas de inteligência, alcançar os devedores contumazes com mais eficácia e combater as situações de fraude fiscal estruturada. Para Maurell, a parceria com a Abin vai permitir o treinamento adequado do Núcleo de Ações Fiscais Estratégicas (Nafe) da PGE-RJ.

Com o acordo, a Procuradoria-Geral e a Superintendência da Abin vão trocar experiências, compartilhar informações e realizar treinamentos. O diretor da Escola de Inteligência da Abin e os procuradores do Núcleo de Ações Fiscais serão responsáveis pela execução e a fiscalização do acordo.

O Nafe é o órgão de inteligência da Procuradoria da Dívida Ativa e foi criado em março deste ano para reforçar a recuperação de créditos estaduais, principalmente, dívidas de empresas com o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e a identificação de fraudes estruturadas, reduzindo a inadimplência e a blindagem patrimonial por meio de grupos econômicos e outras estruturas societárias.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212