Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Abr de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Aprovado pela Aneel, aumento nas contas de luz da CEB está suspenso - Jornal Brasil em Folhas
Aprovado pela Aneel, aumento nas contas de luz da CEB está suspenso


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (16) a revisão nas tarifas de energia para os consumidores atendidos pela Companhia Energética de Brasília (CEB) Distribuição. Entretanto, o reajuste está suspenso até que a empresa quite seus débitos com encargos setoriais. A CEB deve mais de R$ 150 milhões em encargos intrassetoriais. Caso a empresa resolva suas pendências, os novos valores poderão ser cobrados a partir do dia 22.

O reajuste médio aprovado pela agência foi 6,50%. Para os consumidores residenciais, o aumento será 6,15%. Para os consumidores atendidos na alta tensão, o aumento será 7,31% e para os atendidos na baixa tensão, será 6,18%.

A empresa atende 1,1 milhão de unidades consumidoras localizadas no Distrito Federal. O reajuste entrará em vigor a partir de 22 de outubro caso a empresa fique adimplente com as obrigações setoriais.

O impedimento do reajuste devido ao não pagamento dos encargos do setor elétrico está previsto no Artigo 10 da Lei Nº 8.631/1993. Ao calcular o reajuste, conforme estabelecido no contrato de concessão, a Aneel considera a variação de custos associados à prestação do serviço.

No caso da CEB, os itens que mais impactaram o reajuste foram os custos de aquisição de energia e encargos setoriais, disse a Aneel.

Edição: Fábio Massalli

 

Últimas Notícias

Ex-presidente do Peru tenta se matar ao receber ordem de prisão
Ex-presidente do Peru está em estado grave após tentativa de suicídio
Governo argentino lança pacote de medidas para combater inflação
PRF apreende no Rio 300 mil maços de cigarros contrabandeados
Famílias de baixa renda de Brumadinho recebem auxílio emergencial
Governo autoriza uso da Força Nacional para segurança na Esplanada
Chega a 18 número de mortos no desabamento no Rio de Janeiro
Fachin pede manifestação de Moraes sobre inquérito de fake news

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - EXPEDIENTE