Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Festival reúne no Rio até dia 28 a arte e cultura de 9 países - Jornal Brasil em Folhas
Festival reúne no Rio até dia 28 a arte e cultura de 9 países


As areias de Copacabana, na altura do Posto 2, no Rio de Janeiro, sediaram ontem (19) à noite da abertura da nona edição do Tempo Festival:Presente!, com a instalação urbana A Praia e o Tempo, do arquiteto e artista carioca Pedro Varella.

Uma grande estrutura quadrada, com 30 metros de comprimento por 30 de largura e 50 de altura, foi montada na areia para demarcar a área de trabalho. Ali, o público pode ser um ativo participante das transformações que ocorrerão diariamente no local, por força dos movimentos da água, do vento e da própria areia, ao longo do festival, que se estenderá até o dia 28 deste mês.

A estrutura servirá ainda para a apresentação da coreógrafa francesa Julie Desprairies que, junto com Pedro Varella, participa do Programa Residência Artística Cruzada, do Instituto Francês do Brasil, que será realizado durante o festival este ano e em 2019, na França.

O diretor do festival, Cesar Augusto, disse que o evento traz este ano a palavra “Presente!”, “para mostrar o quanto é necessário, apesar da fragilidade com que se encontra a cultura nacional, firmarmos o festival dentro do calendário oficial do Rio de Janeiro. Esse fato de estarmos presentes faz com que tenhamos, dentro da programação, espetáculos que traduzem o aspecto de resistência, através da adesão de artistas”.

Gratuidade

A maior parte dos espetáculos programados é franqueada ao público. Apenas três atrações têm ingresso pago, mas a preços populares: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). Ao todo, oito espaços públicos e privados, incluindo a praia de Copacabana, sediarão as performances de artistas do Brasil e de mais oito países (França, Uruguai, México, Colômbia, Polônia, Croácia, Suíça e Alemanha).

A programação do Tempo Festival: Presente! será encerrada dia 28, nos escombros do Teatro Villa Lobos, com um trabalho oriundo do México, intitulado “A única coisa que necessita uma grande atriz é uma grande obra e vontade de vencer”, da companhia Vaca 35 Teatro en Grupo.

“Casa perfeitamente, porque se precisa de uma área que seja inóspita e que trabalhe com a ideia de ruínas”, disse o diretor. A apresentação do México foi possível graças a recursos do fundo internacional Iberescena, que permitiu também a realização de mais dois trabalhos, sendo um da Colômbia (Kassandra, do grupo La Maldita Vanidad) e outro do dramaturgo uruguaio Sergio Blanco. O Teatro Villa Lobos foi desativado após incêndios ocorridos em 2011 e 2015.

A pré-estreia do espetáculo de Sergio Blanco “A ira de Narciso “, com o ator Gilberto Gawronski em cena e direção de Yara de Novaes, será no Teatro Oi Futuro, no bairro do Flamengo, zona sul do Rio. “Com todas essas forças, com a adesão dos artistas e através de uma parceria internacional, a gente conseguiu manter o Tempo Festival: Presente!”, salientou Cesar Augusto.

Ele destacou que construir o festival internacional este ano só foi possível através de parcerias com fundos estrangeiros e da adesão dos artistas dentro da programação.

Cidadania

Segundo Cesar Augusto, todos os festivais, “seja de que origem forem”, estabelecem um elo fundamental e participativo da cidade na cultura.

“O festival é peça indispensável para criar cidadania, coletividade, comportamento. É uma forma de as pessoas conviverem. A arte e a cultura são a alma de uma cidade. Se você não tem isso, tudo se transforma em uma população sem pensamento desenvolvido no que se refere à educação, à cultura. As coisas vão se tornando mais difíceis. O festival traz essa motivação de enriquecimento cultural”.

Na sua avaliação, o festival contribui para tornar o Rio de Janeiro um ponto não somente turístico, mas cultural, e ter representatividade internacional.

Os espaços que apresentarão atrações até o dia 28 são:

Praia de Copacabana (Posto 2) - A praia e o tempo
Oi Futuro (Flamengo) - A ira de Narciso e Studio Cabaret Voltaire
Escola de Artes Visuais Parque Lage (Jardim Botânico) - Cavemusic
Casa Firjan (Botafogo) - Internacionalização de Projetos Artísticos e Culturais
Sesc Copacabana (Copacabana) - As flores do mal ou a celebração da violência
Sede das Cias (Lapa - Escadaria do Selarón) - Residência Artística com Anna Karasin´ska
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto (Humaitá) - Ato e Efeito 2, Painel Iberescena, Kassandra e processos nacionais: Vácuo, Três Maneiras de Tocar no Assunto e Versão Demo
Teatro Villa-Lobos – Espaço I (Copacabana) - A única coisa que necessita uma grande atriz é uma grande obra e vontade de vencer

Edição: Kleber Sampaio

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212