Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Promotores querem evitar repetição de problemas nas eleições do Rio - Jornal Brasil em Folhas
Promotores querem evitar repetição de problemas nas eleições do Rio


Os promotores eleitorais do Rio de Janeiro receberam orientação normativa da Procuradoria Regional Eleitoral no Estado (PRE/RJ) para assegurar a normalidade da votação no domingo (28), data do segundo turno das eleições. De acordo com a Procuradoria, a intenção é de que compareçam ao maior número de seções possíveis para identificar eventuais irregularidades.

A medida é para evitar que os problemas do primeiro turno se repitam. Por isso, a PRE pede especial atenção ao aviso expedido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RJ) sobre a organização dos locais de votação.

O TRE-RJ já recomendou medidas que vão desde evitar a formação de fila única para mais de uma seção até a colocação de sinalização nos prédios usados como zona eleitoral em 2016 com a indicação do novo endereço das seções.

O MP Eleitoral destacou que, conforme determinações do tribunal, tanto os eleitores que realizaram cadastro biométrico na Justiça Eleitoral quanto os que tiveram seus dados aproveitados do Detran/RJ serão identificados pela digital.

O procurador regional eleitoral Sidney Madruga, no entanto, ressaltou no documento aos promotores que, caso não seja possível essa identificação, há uma alternativa que pode ser utilizada na hora do voto: “Se houver erro, e ele persistir após quatro tentativas, o mesário está autorizado a permitir a votação apenas com assinatura manuscrita”, apontou.

A PRE também orientou os promotores eleitorais que garantam a livre manifestação de convicções políticas dos cidadãos, desde que dentro da lei, fiscalizando atos que possam configurar propaganda eleitoral irregular. Entre as condutas ilícitas que devem ser evitadas estão a apologia a preconceitos de raça ou classe, a instigação à desobediência civil e a ofensa a terceiros.

“É importante também coletar todos os materiais possíveis para propiciar a persecução de ilícitos eleitorais”, disse o procurador.

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Bolsonaro elogia Mandetta e Wagner Rosário, ministros anunciados hoje
Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212