Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Em maratona de votação, deputados argentinos aprovam Orçamento de 2019 - Jornal Brasil em Folhas
Em maratona de votação, deputados argentinos aprovam Orçamento de 2019


Em uma sessão tensa e tumultuada, a Câmara dos Deputados da Argentina aprovou por 138 votos a favor, 103 contra e 8 abstenções em primeira votação o Orçamento para 2019. Na imprensa do país, a votação foi classificada como “maratona”, pois superou 14 horas.

O texto inclui redução de gastos públicos no esforço de alcançar a meta de déficit fiscal definido pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), e uma série de outras medidas. O Orçamento ainda tem de ser votado no Senado.

Os governistas apelaram para aprovação do texto em nome do fim do estresse social e a busca pela redução da inflação. A Argentina passa por uma grave crise econômica com desvalorização da moeda e inflação projetada de mais de 40% para este ano, além da previsão de queda da atividade econômica de 2,6%.

O governo Mauricio Macri recorreu a dois empréstimos do FMI, que impôs severas exigências para sua concessão.

Propostas

Pelo texto do Orçamento, proposto pelo governo Mauricio Macri, é necessário cortar despesas em todas as áreas para reduzir a zero o déficit fiscal primário e investir 70% dos recursos em gastos sociais, entre outros pontos.

As metas fazem parte do acordo concluído com o Fundo Monetário Internacional, que assegura um auxílio financeiro para a Argentina de 57,1 bilhões de dólares até o primeiro trimestre de 2020.

Pela proposta do governo, a inflação projetada para 2019 deve ficar em torno de 23% e o dólar a $ 40,10 (pesos argentinos).

Conflitos

Ontem (24), durante a votação houve confrontos entre manifestantes contrários ao governo e forças policiais. Os manifestantes jogaram pedras e paus contra os policiais, que reagiram com bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha.

*Com informações da Telam, agência pública de notícias da Argentina

Edição: Kleber Sampaio

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212