Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Araújo diz que Brasil e EUA começam nova etapa nas relações bilaterais - Jornal Brasil em Folhas
Araújo diz que Brasil e EUA começam nova etapa nas relações bilaterais


O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse hoje (2) que Brasil e Estados Unidos (EUA) iniciam uma nova etapa nas relações bilaterais após reunião com o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, nesta manhã, no Palácio Itamaraty.

“Estamos no começo de uma nova fase que será muito produtiva, tenho certeza, na relação entre Brasil e Estados Unidos. Uma etapa que criará instrumentos concretos, que vão ajudar nossa economia, a gerar empregos, novas oportunidades de negócios, novas iniciativas em todas as áreas, aproveitando muito trabalho que já foi feito, mas criando uma dimensão muito mais intensa na nossa relação”, disse Araújo, em sua primeira declaração como chanceler.“Trocamos ideias sobre nossa visão de mundo, de como trabalhar juntos pelo bem, por uma ordem internacional diferente, que corresponda aos valores dos nossos povos.

Perguntado sobre a nova política externa brasileira, Araújo disse que o Brasil está se “realinhando consigo mesmo, com seus próprios ideais, e o Itamaraty está se realinhando com o povo brasileiro”. “A nova relação com os Estados Unidos é uma consequência desse realinhamento interno do Brasil e com outros países igualmente”, acrescentou.

Pompeo afirmou que o presidente Donald Trump quer estreitar as relações com o governo do presidente Jair Bolsonaro em diversas áreas, entre elas a econômica. Questionado sobre as críticas feitas por Trump sobre as relações comerciais “injustas” entre Estados Unidos e Brasil, Pompeo defendeu que o governo americano quer estabelecer oportunidades para os dois países.

“Às vezes é difícil para americanos fazerem negócios no Brasil e, às vezes, é difícil para brasileiros fazerem negócios nos Estados Unidos também”, disse o secretário de Estado, que participou da posse de Bolsonaro ontem (1º).

No dia 1º de outubro, Trump afirmou que o Brasil está entre os mais duros do mundo no trato com as empresas estrangeiras.

Sobre um eventual conflito entre os interesses comerciais, Araújo disse que esse não é um problema para um país grande. “O Brasil tem que se colocar como um país grande. Um país grande precisa, ao mesmo tempo, trabalhar no mundo em favor de seus valores e trabalhar pelo crescimento econômico, fazer negócios e gerar oportunidades comerciais. Acreditamos que é nosso dever fazer as duas coisas. Um país grande não precisa renunciar a seus valores para criar oportunidades econômicas”, afirmou.

Angola

Antes de receber Pompeo, Araújo reuniu-se com o chanceler angolano Manuel Domingos Augusto. Na saída da reunião, Augusto disse que a cooperação econômica entre Brasil e Angola é muito boa, mas ainda “tem muito campo para evoluir”.

“Acreditamos que o novo Brasil, com a dinâmica que pretende imprimir, vai, com certeza, contribuir não só para uma maior inserção do Brasil no mundo, mas também em termos de benefício da Comunidade de Países da Língua Portuguesa”, disse o chanceler angolano.

Ele também citou a cooperação no combate à corrupção. “A luta contra a corrupção é uma das prioridades do meu governo e acabamos de saber que também é uma das prioridades do governo do presidente Bolsonaro”.

Agenda

O ministro Ernesto Araújo terá agenda intensa neste primeiro dia de trabalho. Além das reuniões com o presidente da República e representantes estrangeiros, está prevista uma série de conversas com chanceleres e enviados especiais de vários países.

Araújo terá conversas com os ministros das Relações Exteriores Jacek Caputowicz (Polônia) e Maliki Osman (Cingapura), além dos enviados especiais Jeon Hae-cheol (Coreia do Sul), Yasuaki Yamaguchi (Japão) e Omar Alghabra (Canadá), assim como a ministra da Segurança Alimentar dos Emirados Árabes Unidos, Mariam al-Mehairi.

A cerimônia de transmissão do cargo de ministro das Relações Exteriores ocorrerá hoje às 18h, no Itamaraty.

Edição: Valéria Aguiar

 

Últimas Notícias

John Forman recusa cargo no Conselho de Administração da Petrobras
Em visita oficial, Macri é recebido no Planalto por Bolsonaro
Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018
Ex-comandante da Marinha é indicado para o conselho da Petrobras
Inflação para idosos fecha 2018 em 4,75%, informa FGV

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212