Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Ministro da Infraestrutura promete continuar processo de concessões - Jornal Brasil em Folhas
Ministro da Infraestrutura promete continuar processo de concessões


O governo do presidente Jair Bolsonaro vai manter o processo de concessão de rodovias, portos e aeroportos à iniciativa privada. Durante a cerimônia de transmissão de cargo, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, disse que a pasta dará continuidade ao processo de concessão de ativos da União para a iniciativa privada. Gomes de Freitas defendeu a necessidade de manutenção do modelo diante das “restrições fiscais” no país.

“É importante dar continuidade, continuar transferindo ativos para a iniciativa privada e para isso eu conto com a secretaria do PPI [ Programa de Parcerias de Investimentos], que tem sido fundamental para o atingimento desses objetivos”, disse hoje (2).

Gomes de Freitas apontou o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a Caixa Econômica Federal e a Empresa de Planejamento Logístico (EPL) como principais apoiadores na modelagem de projetos de privatização. Decreto publicado no Diário Oficial da União hoje transferiu a EPL para a nova pasta. Antes ela era ligada à Presidência da República

“Estamos criando um diretoria de estruturação de projetos [na EPL] que vai ter a responsabilidade de colocar na praça uma série de ativos e desenvolver bons projetos que sejam bancáveis e atrativos para a iniciativa privada”, afirmou.

De acordo com o ministro o primeiro “teste” da pasta de Infraestrutura será no mês de março. No dia 15, está prevista a realização dos leilões de concessões de 12 aeroportos da 5ª Rodada de licitação, divididos em três blocos: Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste. Já no dia 28, deve ocorrer o leilão da Ferrovia Norte-Sul.

“O desafio já começa em março, quando temos o leilão da ferrovia Norte-Sul, a quinta rodada de aeroportos. É o primeiro teste do nosso modelo em blocos e assim que a gente tiver esse teste pelo mercado a gente deve retomar as concessões de aeroportos. A gente faz a quinta e já anuncia a sexta”, afirmou o ministro.

A arrecadação mínima com o leilão dos 12 terminais será de R$ 219 milhões. Esse valor deve ser pago à vista. Ao longo da concessão ainda devem ser pagos R$ 2,1 bilhões em outorga. Já para a Ferrovia Norte-Sul, o edital prevê uma outorga mínima de R$ 1,353 bilhão. Vence a disputa a empresa que pagar o maior valor.

Na parte rodoviária, o destaque ficou para a continuidade nos processo de concessão das rodovias: BR-364, BR-365, BR-101 e BR-470, BR-381, BR-162 e da BR-163.

Agências reguladoras

O ministro disse que há a necessidade de se fazer um rearranjo institucional para o fortalecimento das agências reguladoras, mas que não há nada definido a respeito sobre uma possível fusão da Agência Nacional de Transportes Terrestres (Antt) e da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

“Isso não quer dizer que vamos fazer realmente a fusão da Antt com a Antaq. Essa é uma ideia que vai ser discutida com os setores, com os servidores para que a gente consiga ter o melhor arranjo possível”, afirmou. “É importante que consigamos ter agências que sejam ferramentas para a implantação das políticas setoriais e que a gente consiga fazer o insulamento político de interesses específicos dos setores regulados. Precisamos de agências fortes que garantam o bom ambiente de negócios” acrescentou.

Além da EPL, o decreto do DOU de hoje também vinculou a Antt, a Antaq e também a Agência Nacional de Aviaçaõ Civil (Anac) à nova pasta. Também ficaram debaixo da pasta no novo desenho do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (a Infraero ).

Viracopos

O ministro destacou que o governo vai trabalhar para buscar uma solução para o caso do Aeroporto de Internacional de Viracopos, entregue para exploração pela iniciativa privada em 2012. Em maio passado, a concessionária Aeroportos Brasil Viracopos (ABV) entrou com pedido de recuperação judicial, com dívidas de R$ 2,9 bilhões.

No dia 21 de dezembro, uma liminar da Justiça suspendeu o processo de caducidade da concessão de Viracopos aberto, em fevereiro, pela Anac. “Vamos resolver da melhor forma possível esse passivo que ficou desses contrato e que não são mais exequíveis, seja por meio das revisões quinquenais ou por outra medida legislativa que permita fazer a reprogramação dos investimentos”, disse.

Segundo o ministro, o governo vai buscar solução para outros empreendimentos que também se encontram na mesma situação. “Precisamos enfrentar o problema das concessões passadas e que foram atingidas pela recessão que assolou o Brasil nos anos de 2015 e 2016. Ninguém assinou contrato com o governo A ou B, mas com o estado brasileiro e é importante para garantir um ambiente de segurança jurídica que a gente consiga dar uma solução para essas concessões”, disse.

Agronegócio

Durante seu discuro, Gomes de Freitas citou a nova ministra da Agricultura, Tereza Cristina presente na cerimônia, e disse que a pasta de Infraestrutura vai ser importante para o segmento do agronegócio. “A Infraestrutura que vai ser muito importante para o agronegocio da ministra Tereza e nós vamos trabalhar muito juntos, pode ter certeza, ministra”, disse.

Gomes de Freitas citou como exemplo a conclusão das obras da BR-163, no Pará, que leva parte da produção do Centro-Oeste para portos no estado. “O Dnit está se estruturando para a operação Safra, vai garantir o trânsito de comodities que saem de Mato Grosso rumo aos portos do arco norte”, afirmou.

O ministro também disse que pretende avançar nos processos de concessão das ferrovias de Integração Oeste-Leste (Fiol), no trehco de 537km de extensão entre Caetité e Ilhéus, na Bahia, e da Ferrogrão, 933 quilômetros que deve ligar Sinop (MT) ao porto fluvial de Miritituba (PA), no rio Tapajós.

Edição: Sabrina Craide

 

Últimas Notícias

Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Bolsonaro almoça no Ministério da Defesa
Ministro diz que há consenso para Brasil permanecer no Acordo de Paris
Major Vitor Hugo será o líder do governo na Câmara, confirma Bolsonaro
Presidente da Funai pede exoneração do cargo
Petrobras quer usar direito de preferência para 6ª rodada de licitação
Companhia de SP traz para Brasília peça inspirada na obra de Visniec

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212