Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Witzel diz que vai tratar como terrorista criminoso que usar fuzil - Jornal Brasil em Folhas
Witzel diz que vai tratar como terrorista criminoso que usar fuzil


O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, reafirmou hoje (3) que tratará como terrorista qualquer um que portar fuzil ou armas de grosso calibre sem estar uniformizado. Em discurso durante a solenidade de posse do secretário de Polícia Militar, Rogério Figueredo, no Batalhão de Polícia de Choque (BPChq), Witzel voltou a defender uma política de enfrentamento por parte da polícia, e garantiu que o combate ao crime organizado se dará de forma muito dura.

“Tenho dito ao longo da minha campanha: quem usa um fuzil e não está envergando um uniforme é inimigo, quem usa um fuzil e quer dominar um território é um terrorista, e assim será tratado”.

Segundo Witzel, o estado colocará a Defensoria Pública a serviço da tropa, deixando claro que policiais envolvidos em casos de mortes em confronto terão ampla defesa. “A Defensoria Pública do estado vai estar de forma intransigente ao lado de todo e qualquer policial que, no exercício de sua atividade, precisar de defesa judicial. Não temam. O estado estará junto com os senhores para protegê-los e defendê-los em qualquer instância. Não temam, ajam, treinem e executem a sua missão com tranquilidade. Vocês serão defendidos”.
Secretaria

O governador anunciou que a Secretaria de Polícia Militar vai criar o Departamento de Combate a Homicídios. “Nós vamos aparelhar a secretaria com equipamentos e policiais para investigar quem quer que ouse atingir um policial das forças de segurança do estado. Seja ele do Corpo de Bombeiros ou da Secretaria de Administração Penitenciária. Vamos investigar, prender e punir quem ousar desafiar a lei em nosso estado”, alertou.

Atuação

Em um rápido pronunciamento à imprensa, o coronel Rogério Figueiredo afirmou que uma das primeiras medidas de sua gestão à frente da pasta será a de aumentar o policiamento ostensivo nas ruas para dar maior segurança à população.

“Iremos, em um primeiro momento, aumentar significativamente o policiamento ostensivo nas principais vias do Rio. Com essa iniciativa, vamos combater o roubo de veículos, os roubos de rua e de carga. Este é o nosso primeiro compromisso com a sociedade fluminense: aumentar o policiamento ostensivo através de gestão”, disse.

Edição: Fernando Fraga

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212