Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


12 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Kassab vê lógica em levar ensino superior para a Ciência e Tecnologia - Jornal Brasil em Folhas
Kassab vê lógica em levar ensino superior para a Ciência e Tecnologia


O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Mctic), Gilberto Kassab, manifestou hoje (1º) otimismo com a possibilidade de o futuro governo transferir para a pasta hoje sob sua responsabilidade a atribuição de cuidar do ensino superior.

A proposta de levar para o Mctic a responsabilidade de definir os critérios, parâmetros e políticas públicas para o ensino superior, ainda em estudo, faz parte da reestruturação ministerial cogitada pela equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro, que, ainda durante a campanha, prometeu reduzir o número de ministérios.

A equipe de governo estuda fundir os ministérios da Educação (que ficaria responsável pelo ensino básico, ou seja, pela educação infantil, fundamental e pelo ensino médio) com os da Cultura e dos Esportes, criando uma só pasta. O ensino superior, por sua vez, seria transferido para o Mctic, cujo futuro ministro, Marcos Pontes, foi anunciado ontem (31).

Para Kassab, “há lógica” em atrelar o estímulo ao desenvolvimento da ciência e da tecnologia à gestão do ensino superior público e privado. “Acredito que possa dar certo. Até porque as atribuições do Ministério da Educação serão ampliadas com a soma daquelas hoje vinculadas aos ministérios da Cultura e do Esporte”, disse Kassab ao participar, em Brasília, da comemoração pelos 21 anos da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Argumentação

“A pesquisa e a inovação estão muito atreladas ao ensino superior. [A proposta de transferir ao Mctic a responsabilidade pelo ensino superior] pode permitir ao Ministério da Educação jogar muito mais energia [atenção] para o ensino básico, bem como cuidar das novas atribuições”, acrescentou o ministro.

Perguntado sobre qual a melhor estrutura de governo para responder pela regulamentação, fiscalização e estímulo às comunicações, Kassab defendeu que seu sucessor à frente do ministério continue responsável pelo setor, ou que, se necessário, este seja transferido para o futuro Ministério da Infraestrutura, caso este se concretize.

“Diante do organograma que tenho visto, há lógica em manter as comunicações no atual ministério [Mctic]. Porque [as comunicações] têm sinergia com a internet das coisas; com a radiodifusão; com os planos digitais. Como também tem lógica [incluí-las] no Ministério da Infraestrutura”, concluiu o ministro, revelando a disposição de colaborar com o futuro governo e com seu provável sucessor, Marcos Pontes, a quem classificou como uma pessoa inteligente, qualificada e com boa formação.

Kassab disse ainda que, com o início do processo de transição, na próxima semana, apresentará sugestões e a situação das ações e projetos do Mctic à equipe do futuro governo.

“Todos os ministros teremos a oportunidade de transmitir nossas impressões, além de, evidentemente, nos colocar à disposição para apoiar os novos ministros da melhor maneira possível na transição. Para que, a partir de janeiro, eles possam começar os trabalhos da melhor maneira possível, sem nenhuma paralisação [da máquina pública]”, finalizou o ministro.

Edição: Kleber Sampaio

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212