Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Rio: Justiça determina controle de ponto efetivo em hospitais federais - Jornal Brasil em Folhas
Rio: Justiça determina controle de ponto efetivo em hospitais federais


A Justiça Federal no Rio de Janeiro determinou em liminar que hospitais federais e institutos ligados ao Ministério da Saúde implantem de forma efetiva o ponto eletrônico para servidores em um prazo de 90 dias. A ordem inclui a apresentação de um cronograma para a implantação, que deve ser enviado à Justiça em 30 dias.

A decisão partiu de uma ação civil pública do Ministério Público Federal, que considera que as faltas de servidores de saúde vem causando prejuízos no atendimento à população. A procuradora da República Marina Filgueira considera ainda que ausência de um controle eficiente sobrecarrega os servidores que cumprem sua carga horária.

A decisão judicial inclui o Hospital Federal do Andaraí, o Hospital Federal de Bonsucesso, o Hospital Federal Cardoso Fontes, o Hospital Federal da Lagoa, o Hospital Federal de Ipanema, e o Hospital Federal dos Servidores do Estado. Também terão de cumprir a determinação o Instituto Nacional de Cardiologia, Instituto Nacional do Câncer e o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia.

Em caso de descumprimento, foi fixada uma multa diária de R$ 5 mil à União, de forma solidária com cada um dos gestores responsáveis pelo controle de ponto eletrônico nas unidades.

O MPF afirma que o ponto eletrônico foi estabelecido como obrigatoriedade pelo Ministério da Saúde em 2012 e pelo Tribunal de Contas da União em 2013, mas mesmo assim o controle não teria sido implementado efetivamente.

A falta de controle, segundo o MPF, favorece que servidores recebam por plantões em que não compareceram. O Ministério Público disse que em 2017, por exemplo, há profissionais que teriam recebido R$ 50 mil em um semestre sem trabalhar.

Procurado pela Agência Brasil, o Núcleo do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro informou que os hospitais estão dentro do prazo para cumprir a decisão liminar.

Edição: Fábio Massalli

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212