Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 BNDES muda critérios de credenciamento de produtos na Finame - Jornal Brasil em Folhas
BNDES muda critérios de credenciamento de produtos na Finame


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) mudou a forma de credenciamento na linha BNDES Finame para máquinas, equipamentos, sistemas industriais e componentes. A partir de segunda-feira (3), o critério atual de nacionalização em valor e em peso será substituído pelos que levam em conta os conteúdos tecnológicos e de inovação de cada produto.

No primeiro caso, passará a ser avaliado a participação de componentes de alta intensidade tecnológica no total de componentes utilizados para a manufatura do item a ser credenciado. Já no caso de inovação, será medida a relação entre os gastos com pesquisa, desenvolvimento ou inovação e o faturamento.

A Finame é uma linha de financiamento do BNDES feito por intermédio de instituições financeiras credenciadas para produção e aquisição de máquinas e equipamentos novos de fabricação nacional para empresas que estejam credenciadas no BNDES.

Segundo o BNDES, estas mudanças “permitem uma visão de longo prazo, a nova metodologia é mais moderna, flexível e aderente à realidade industrial brasileira”, informa a sua assessoria.

Haverá regras de transição para produtos já credenciados mas cujo cadastro atual expire até domingo (2). O recredenciamento poderá ser solicitado antes dessa data, nos termos do regulamento atual. Se a solicitação for feita após essa data, o recredenciamento deverá seguir as regras da nova metodologia.

Os produtos cadastrados com índice de nacionalização em valor entre 50% e 60% terão prazo de validade de seis meses após a entrada em vigor da nova metodologia, até 31 de maio de 2019, para se adequarem à nova metodologia. Após essa data, tais produtos serão automaticamente excluídos do cadastro, caso o recredenciamento não tenha sido realizado.

Edição: Sabrina Craide

 

Últimas Notícias

Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio
Governo libera 100% de capital estrangeiro nas aéreas nacionais
BNDES fecha o ano com desembolsos de R$ 71 bilhões

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212