Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 MJ não enviará agentes penitenciários para Ceará - Jornal Brasil em Folhas
MJ não enviará agentes penitenciários para Ceará


O Ministério da Justiça e Segurança Pública informou que não enviará mais 100 agentes penitenciários para atuar no sistema prisional do Ceará. Em nota divulgada na tarde de hoje (5), a pasta esclareceu que, ao contrário do que informou, esta manhã, o secretário nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo, o ministério estuda formar um grupo nacional de agentes penitenciários, nos moldes da Força Nacional, para o qual planeja arregimentar em torno de 100 profissionais.

O objetivo é que a “força-tarefa” atue apoiando forças locais de segurança pública, “tanto preventivamente, quanto em situações de crise”. A exemplo da Força Nacional, os agentes penitenciários serão cedidos pelos estados. Os custos com deslocamento, estadia e diárias serão pagos pelo ministério.

A ideia é que, ao contrário da força-tarefa criada em janeiro de 2017, pelo então ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, os agentes penitenciários cedidos pelos estados e pelo Distrito Federal se unam ao grupo federal, ficando diretamente subordinados ao Ministério da Justiça, que poderá mobilizá-los a qualquer momento para auxiliar em caso de grave crise no sistema prisional dos estados.

A expectativa do ministério é começar a reunir os primeiros integrantes da nova Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária ainda este mês, dando início ao treinamento em grupo. Paralelamente, os 70 agentes penitenciários que integram a força-tarefa que já está atuando no Ceará continuarão auxiliando no estado até o fim do prazo inicialmente estipulado, que era de 45 dias contados a partir de 14 de janeiro.

Os 420 agentes da Força Nacional de Segurança Pública que estão atuando no Ceará desde o início da série de ataques criminosos começarão a deixar o estado esta semana. Segundo o secretário nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo, a desmobilização será “progressiva” e poderá ser automaticamente suspensa e revertida caso necessário.

Edição: Carolina Pimentel

 

Últimas Notícias

Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior
Treze de 16 docentes relataram casos de agressão na escola de Suzano

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212