Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Witzel diz que investidores ainda veem o Rio como ambiente hostil - Jornal Brasil em Folhas
Witzel diz que investidores ainda veem o Rio como ambiente hostil


O governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), participou hoje (3) de almoço com integrantes do Grupo de Líderes Empresariais (Lide), no Copacabana Palace, zona sul do Rio, que teve como tema Nova Gestão do Estado do Rio de Janeiro. Witzel reafirmou que pretende realizar parcerias público-privadas (PPPs), entre outras áreas, nas de mobilidade urbana e de infraestrutura, e prometeu atuação do governo para atrair novos investimentos para o Rio.

“Os investidores internacionais veem o Rio de janeiro como um ambiente hostil, devido à insegurança jurídica. Nós queremos estabelecer um diálogo honesto, direto e franco com o empresariado”, disse o governador eleito durante o evento.

O governador eleito também prometeu aumentar o número de policiais e estender o programa Segurança Presente para outras localidades do estado, como a Baixada Fluminense.

Witzel afirmou que 2019 será um ano de ajustes, mas o seguinte será muito melhor. Ele estava acompanhado dos futuros secretários de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego e Renda, Lucas Tristão; e de Ciência e Tecnologia Leonardo Rodrigues. “O Rio de Janeiro precisa de um choque de ética”, defendeu durante o encontro.

Viagem a Israel

O governador eleito viaja amanhã (4) à noite para Israel para agenda que inclui diversas atividades, entre elas visitas para conhecer a tecnologia de drones, mas, segundo a sua assessoria, ainda sem qualquer compromisso comercial. A Embaixada da Israel no Brasil é que está fazendo as indicações para os compromissos de Witzel, mas a agenda institucional ainda não foi divulgada.

A comitiva da viagem é formada por integrantes da equipe de transição, do PSC e da Federação Israelita do Rio de Janeiro. Haverá ainda uma equipe de apoio formada por três profissionais: um assessor de imprensa, um cinegrafista e um ajudante de ordens. Segundo a assessoria de Witzel, com exceção da equipe de apoio, cada integrante da comitiva vai custear as próprias despesas.

Câmeras

Além dos drones, o governador tem interesse em conhecer o funcionamento de câmeras capazes de fazer identificação facial. Na terça-feira passada (27), durante uma entrevista no Palácio Guanabara, informou que pretendia ir a Londres também neste mês para ter contato com esta tecnologia, que quer empregar na segurança pública do Rio.

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio
Governo libera 100% de capital estrangeiro nas aéreas nacionais
BNDES fecha o ano com desembolsos de R$ 71 bilhões

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212