Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Termina sem acordo reunião entre Teatro Oficina e Grupo Silvio Santos - Jornal Brasil em Folhas
Termina sem acordo reunião entre Teatro Oficina e Grupo Silvio Santos


Mais uma tentativa de acordo entre o Grupo Silvio Santos e o Teatro Oficina Uzyna Uzona terminou sem acordo. Em reunião realizada nesta terça-feira (4), as partes não chegaram a uma solução consensual sobre a construção, ao lado do teatro, de um empreendimento imobiliário.

O complexo, de interesse do Grupo Silvio Santos, teria duas torres residenciais de 80 metros de altura cada, além de uma área comercial com estacionamento e lojas. A atual sede do Oficina foi projetada em 1984 pela arquiteta italiana Lina Bo Bardi, criadora do Museu de Arte de São Paulo (Masp), e pelo brasileiro Edison Elito. O teatro, localizado na Rua Jaceguai, no bairro da Bela Vista, foi inaugurado em 1993, e é tombado pelo patrimônio histórico nas esferas federal, estadual e municipal.

De acordo com representantes do Oficina, o empreendimento do Grupo Silvio Santos não respeita preservação do patrimônio tombado, tanto do edifício, quanto do bem imaterial. Segundo os responsáveis pelo teatro, as restrições ao projeto, aceitas pelos empreendedores, são insuficientes. O grupo ofereceu, por exemplo, uma área de servidão no terreno do empreendimento para uso como saída de emergência ao público do teatro.

Diante do impasse, o Ministério Público Federal (MPF), que intermediou a reunião, informou que poderá ingressar na Justiça para defender o patrimônio histórico.

“Após ouvir os representantes dos órgãos de preservação do patrimônio cultural e os demais envolvidos, o MPF entende que há possibilidade de se judicializar o caso, desempenhando sua missão constitucional de proteção do meio ambiente e do patrimônio histórico, em sua concepção ampla”, afirmou a procuradora Suzana Fairbanks após a reunião.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio
Governo libera 100% de capital estrangeiro nas aéreas nacionais
BNDES fecha o ano com desembolsos de R$ 71 bilhões

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212