Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Premiê japonês convocará reunião para discutir maus-tratos infantis - Jornal Brasil em Folhas
Premiê japonês convocará reunião para discutir maus-tratos infantis


O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse que vai convocar uma reunião de ministros nesta sexta-feira (8), para discutir o caso da morte de uma menina de 10 anos que teria sofrido maus-tratos dos pais.

A menina foi encontrada morta em casa, na cidade de Noda, província de Chiba, nas proximidades de Tóquio, em janeiro. A polícia prendeu os pais da vítima, sob suspeita de terem provocado ferimentos.

Em discurso hoje (7) no Parlamento, Abe manifestou pesar porque tanto a escola quanto o Conselho de Educação não detectaram os apelos desesperados da menina por socorro. O premiê disse que o fato de essas instituições, que têm como objetivo proteger crianças, terem fracassado é algo que o governo encara com seriedade.

Shinzo Abe acrescentou que os ministros discutirão medidas visando a realizar verificações emergenciais sobre a segurança de crianças, a elaborar novas regras para lidar com informações sobre menores que possam ter sofrido abusos e maus-tratos, além estabelecer a cooperação entre escolas e centros de cuidados infantis.

Aumento de crimes

O número de crimes cometidos no Japão caiu para o menor nível já registrado. Entretanto, maus-tratos contra crianças e violência doméstica chegaram aos patamares mais altos da história.

A Agência Nacional de Polícia informou que registrou mais de 817 mil crimes cometidos no ano passado, uma queda de 10,75 em relação ao ano anterior. O número caiu pelo 16º ano consecutivo e é o mais baixo desde que as notificações tiveram início em 1946.

Entretanto, foram identificados 15 mil casos a mais de maus-tratos contra crianças, chegando a aproximadamente 80 mil casos no total. A polícia fez cerca de 1.400 prisões.

Consultas à polícia sobre violência doméstica também aumentaram, chegando ao recorde de 77 mil casos.

*Com informações da NHK (emissora pública de televisão do Japão)

Edição: Graça Adjuto

 

Últimas Notícias

Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior
Treze de 16 docentes relataram casos de agressão na escola de Suzano

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212