Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


12 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Bombeiros extinguem incêndio em terminal portuário no Guarujá - Jornal Brasil em Folhas
Bombeiros extinguem incêndio em terminal portuário no Guarujá


O Corpo de Bombeiros conseguiu extinguir o incêndio que atingiu na última quinta-feira (14) um terminal de cargas no Guarujá, na margem esquerda do Porto de Santos. O resultado só foi alcançado depois que a equipe adotou uma nova estratégia para combater as chamas, resultado de reações químicas que também lançaram na atmosfera uma enorme nuvem de fumaça tóxica. Os bombeiros abriram os últimos seis contêineres atingidos pelo fogo e jogaram grandes quantidades de água dentro deles. O método foi eficiente para acabar com o fogo, mas lançou ainda mais gases na atmosfera. Agora, os bombeiros realizam o rescaldo, ou seja, trabalham para garantir que o fogo não recomece. O trânsito na área próxima já foi liberado, mas a fumaça continua saindo dos contêineres.

O fogo e o vazamento de gás começaram, acredita-se, com reações desencadeadas pelo contato da água da chuva com um produto à base de cloro armazenado em contêiner da área da empresa Localfrio. Além do incêndio e explosões, uma grande nuvem tóxica se espalhou por quatro cidades da região (Santos, Guarujá, São Vicente e Praia Grande). Como resultado, pelo menos 138 pessoas precisaram procurar auxílio médico. No local do acidente, 25 contêineres foram atingidos, e a equipe de bombeiros precisou de 23 viaturas, além de um navio e um rebocador que puxasse a água do mar para combatê-lo.
A Marinha brasileira chegou a disponibilizar equipamentos que conseguem identificar os componentes químicos presentes na fumaça, para alertar a população para danos à saúde. Os resultados das medições, contudo, não mostraram risco. O Ministério Público do Guarujá já instaurou um inquérito para identificar quais foram os danos ambientais desencadeados pelo acidente. A apuração pode levar a punições e cobranças à empresa Localfrio.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212