Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Dilma compara oposição a vizinho que bota olho gordo na sua casa - Jornal Brasil em Folhas
Dilma compara oposição a vizinho que bota olho gordo na sua casa


A presidente da República, Dilma Rousseff, afirmou na tarde desta sexta-feira (8) que a oposição quer “pescar em águas turvas” e comparou seus adversários a vizinhos que “botam olho gordo na sua casa”.
Em evento para a inauguração de um empreendimento do programa Minha Casa, Minha Vida no Rio, Dilma classificou mais uma vez a movimentação em torno do impeachment como “golpe”.
Ao dizer que “o golpe seria uma afronta a democracia”, ela também voltou a afirmar que não cometeu crime de responsabilidade.
No bairro de Santa Cruz, na zona oeste do Rio, a presidente participou da cerimônia de entrega de mil casas do programa habitacional do governo –outros eventos foram realizados simultaneamente em Minas Gerais, no Pará e no Mato Grosso, totalizando 4.452 imóveis.
A presidente fazia um discurso protocolar quando integrantes de movimentos de esquerda que estavam na plateia puxaram em coro o grito “Não vai ter golpe, vai ter luta”
Aproveitando o ambiente favorável, a presidente trouxe o assunto a tona. “Dizem que o impeachment está na Constituição, mas esquecem de completar que é desde que tenha crime de responsabilidade”.
“O problema é que eu não cometi nenhum crime de responsabilidade. É por isso que o pessoal aqui na frente grita que não vai ter golpe. Não vai ter golpe porque isso seria uma afronta à democracia”, disse a presidente.
Sobre a oposição, Dilma afirmou que um dos motivos para a insatisfação de determinados setores da sociedade decorre do fato de que o governo federal investe em programas sociais como o Minha Casa, Minha Vida.
“Quem pretende interromper o meu mandato é quem acha que é um erro do governo federal colocar recursos no Minha Casa, Minha Vida.”
Ela comparou a oposição a uma espécie de “vizinho invejoso”. A presidente disse querer que o Brasil “não pare de crescer” e que volte a gerar empregos. Ela desejou que a oposição, a quem evitou nominar especificamente, pare com o que o governo federal chama de “quanto pior, melhor”.
“Não queremos que o país pare de crescer, mas aí temos que torcer para que algumas pessoas parem com o ‘quanto pior, melhor’. É como aquele vizinho que bota olho gordo na sua casa. Todo mundo conhece gente assim. É gente que quer pescar em águas turvas”, disse.
A presidente deixou a cerimônia sem falar com a imprensa. Antes de partir no helicóptero oficial, desceu do palco e se aproximou da grade que dividia o público para tirar fotos e cumprimentar beneficiários do programa.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212