Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Marconi diz que Governo do Estado tem 25 frentes de trabalho melhorando rodovias na região Sudoeste - Jornal Brasil em Folhas
Marconi diz que Governo do Estado tem 25 frentes de trabalho melhorando rodovias na região Sudoeste


O governador Marconi Perillo confirmou hoje à imprensa, durante entrevista coletiva concedida a onze rádios da região Sudoeste de Goiás, que o Governo de Goiás abriu 25 frentes de serviço para recuperar as rodovias estaduais da região Sudoeste do Estado. Disse que o Governo Federal manifestou interesse em federalizar parte das rodovias estaduais, assim como estadualizar outras estradas. Marconi ressaltou, no entanto, que a investida do Palácio do Planalto ainda não foi oficializada e que tem sido intermediada por parlamentares goianos com trânsito em Brasília (DF).

“O Governo Federal, através de parlamentares, tem manifestado interesse de federalizar algumas rodovias e estadualizar outras. O Governo Federal tem tido eficiência em relação a algumas rodovias. Em relação a outras, deixa a desejar”, pontuou.

Falou também sobre assuntos variados, como o programa de manutenção e conservação de rodovias e os novos recursos autorizados; ações para a área de Segurança Pública, a necessidade de leis mais severas para combater a criminalidade e a contratação de novos 3,5 mil policiais para todas as regiões do Estado; e o crescente investimento na industrialização de Rio Verde e região.

Marconi ressaltou ainda os investimentos em redes de transmissão da Celg e o processo de venda da empresa, destacando que a situação prejudicial a que chegou foi ocasionada a partir da venda da Usina de Cachoeira Dourada. Ele enumerou as obras já realizadas na região Sudoeste, os convênios e ações firmados para Jataí e a parceria com municípios para monitoramento epidemiológico contra o mosquito Aedes Aegypti e o vírus H1N1. E finalizou discorrendo sobre o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e o modelo de gestão compartilhada com Organizações Sociais (OSs) para a área da Educação.



Confira a entrevista completa:



Rodovias na região Sudoeste

No final de fevereiro, nós destacamos R$ 212 milhões para o programa de manutenção e conservação de rodovias em 2016. De todas as frentes que foram convocadas, apenas uma ainda está sub júdice no Tribunal de Justiça, que é uma frente ligada à região Sudeste, de Caldas Novas. Todas as outras já se iniciaram. Nesse momento, a Agetop executa obras de rodovias em 25 frentes de trabalho na região Sudoeste. Essas obras estão sendo executadas em 22 rodovias da região: as Gos 221, 471, 220, 156, 050, 210, 174, 401, 427, 215, 330, 020, 305, 324, 222, 164, 429, 473, 217, 194, 465 e 319. São obras que estão sendo executadas para manutenção na conserva rodoviária. São obras de recomposição de pistas, tapa-buracos, melhoria de sistema de drenagem, nivelamento de pistas, abertura e desobstrução de bueiros, roçagens e podas de árvores. Não são, portanto, simplesmente obras de tapa-buracos, mas de recuperação de trechos com intervenção para reparos, prevenção a novos danos e reforço da segurança dos motoristas. Nós estamos fazendo roçagem mecânica entre Iporá e Campolândia, entre Campolândia e a GO-471, reparos entre a 050 e 156 e muitos outros reparos em todas essas rodovias que elenquei em toda a região Sudoeste e em todo o Estado. Agora, eu autorizei mais R$ 34,3 milhões para obras emergenciais em trechos que deverão ser reconstruídos tão logo o governo viabilize recursos que estão em andamento. Nós temos 1.100 quilômetros de rodovias com projetos realizados e licitados. Estradas como, por exemplo, o trecho de Santa Fé até Britânia ou Caldas Novas até Ipameri e Pires do Rio. Todos esses trechos sofrerão reparos emergenciais a partir de agora. Na sexta-feira eu irei à Agetop já com o empenho desses serviços para que as obras comecem imediatamente. São rodovias que serão reconstruídas, ou seja, nós vamos arrancar o asfalto velho e fazer tudo de novo. Mas enquanto isso não ocorre, nós vamos fazer uma ação emergencial. O nosso objetivo é chegar ao final do ano com todas as estradas em bom estado de trafegabilidade.



Anel Viário de Rio Verde e Rodovia para Montividiu

O Governo já tomou várias medidas. Uma delas é fazer a terceira faixa e a melhoria da estrada. Quanto ao anel viário, nós vamos terminar o que está começado e depois licitar a parte que ainda falta.



Federalização de rodovias

O Governo Federal, através de parlamentares, tem manifestado interesse de federalizar algumas rodovias e estadualizar outras. O Governo Federal tem tido eficiência em relação a algumas rodovias. Em relação a outras, deixa a desejar. Nós conseguimos, nos quatro anos anteriores, restaurar quase 5 mil quilômetros de rodovias estaduais. No ano passado nós não tivemos recursos e nem contratos. Neste ano, nós já temos contratos e recursos para manutenção. À medida que nós tivermos recursos para reconstrução, nós caminharemos para deixar todas as rodovias em excelente estado de manutenção até o final de 2017, início de 2018.



Segurança Pública e presídios

Infelizmente, o problema da criminalidade é um problema brasileiro, porque a nossa fronteira com os países vizinhos, que produzem cocaína, maconha, crack e outras drogas, e que ainda exportam e contrabandeiam armas, é muito escancarada. Eu tenho defendido que o Governo Federal adote uma política rigorosa nas fronteiras, colocando os homens das Forças Armadas para vigiar as fronteiras – por ar, terra e água – e também endureça na diplomacia para impedir que esses governos permitam a produção de drogas e o contrabando para o Brasil. Uma outra questão importante é que o Governo Federal precisa criar o Ministério de Segurança Pública e vincular dinheiro federal para ajudar os estados. Os estados sozinhos não dão conta de fazer tudo o que é preciso na área de segurança. Para vocês terem uma ideia, somente no ano passado o Governo de Goiás investiu R$ 2,7 bilhões em Segurança Pública, que significa 12,6% do orçamento estadual. Nós investimos em segurança mais do que a gente investe em saúde. Então, o Governo Federal precisa assumir a sua responsabilidade. Uma outra coisa, a lei brasileira é frouxa. A polícia prende todo dia, mas a justiça é obrigada a soltar, porque a lei favorece o bandido, infelizmente. Quando o vice-governador José Eliton assumiu a Secretaria de Segurança Pública, a orientação que ele recebeu e deu a todos os seus comandantes é de dar total apoio e respaldo ao povo, ao cidadão de bem e jogar muito duro contra a bandidagem, contra a criminalidade. Mas nós precisamos de outros instrumentos. E uma deles é uma lei mais severa. Nós temos uma necessidade grande também de que os recursos que são arrecadados no Fundo Penitenciário Nacional, pelo Governo Federal, sejam destinados à construção de presídios de segurança máxima. Nós temos no Brasil hoje R$ 12 bilhões que estão contingenciados pelo governo para formação de superávit primário para pagar as dívidas internas do Governo Federal. Esse dinheiro deveria ser integralmente utilizado na construção de cadeias e presídios, mas isso não é feito. Acaba que recai sobre os ombros dos governos estaduais essa responsabilidade. Isso não quer dizer que nós não estejamos trabalhando para melhorar isso. Nós estamos construindo cinco presídios aqui no Estado. Em relação à polícia, é muito importante dizer que, no passado, ninguém valorizava polícia. Os policiais ganhavam R$ 300 por mês. Eu valorizei a polícia. Ninguém hoje tem carro que não seja de boa qualidade. Nós locamos mais de 2,5 mil viaturas permanentemente, que são trocadas a cada um ano e meio. E mais: a grande reivindicação dos policiais era melhorar seus salários. Hoje, os salários dos policiais goianos estão entre os melhores do Brasil. Além disso, estamos abrindo agora mais concursos. Nós já autorizamos e estamos abrindo um concurso para contratação de quase 3,5 mil novos policiais militares, civis, bombeiros. E estamos chamando também mais de 200 da polícia técnico-científica. A incorporação de quase 3,5 mil novos policiais certamente vai fortalecer a polícia em todo o Estado e nós vamos fazer isso de forma centralizada. Todas as regiões vão receber contingente de policiais. E eu já autorizei o secretário de Segurança Pública a preparar um outro concurso para o ano que vem.



Case de Rio Verde

É sempre muito difícil falar em previsão de inauguração porque nós também dependemos de recursos federais. Mas temos uma força tarefa do socioeducativo. Temos conversado permanentemente com juízes, desembargadores e procuradores de Justiça com a participação dos membros do governo. O nosso compromisso é cumprirmos o Termo de Ajustamento de Conduta que temos, ou seja, entregarmos todos os Centro Socioeducativos. E a unidade de Rio Verde vai resolver um problema antigo que é a internação de menores infratores.



Centro Socieducativo em Santa Helena

Aquilo lá já começou errado. Foi feita uma desapropriação equivocada. Não foi buscado um acordo com os proprietários e eles entraram na Justiça reivindicando seus direitos e o assunto hoje está no Judiciário. Nós estamos procurando uma saída para o acordo e o pagamento que os proprietários têm requerido. Mas essa tem sido uma recomendação minha permanente à Agetop no sentido de uma solução definitiva para este problema.



Industrialização em Rio Verde

O governo através da Secretaria de Desenvolvimento está à disposição de todos os municípios que se interessem em trazer novas indústrias. O rioverdense é testemunha que quando assumi o governo em 99 coloquei mais de 150 máquinas para ajudar na terraplenagem para a viabilização da antiga Perdigão. Além disso mantive todos os incentivos que foram necessários para a Perdigão e para a Cargil, apoiei sempre que foi preciso a Comigo e todas as outras indústrias que estão instaladas em Rio Verde. A minha disposição é a mesma. Mas é importante registrar uma coisa: o Brasil está vivendo uma depressão. E quando o empresário não confia no governo e na economia de um país, ele deixa de investir. Os investimentos no Brasil de uma maneira geral diminuíram muito. Nós ainda estamos conseguindo atrair investimentos graças às nossas políticas de incentivos fiscais e a disposição dos meus secretários em darem todo o apoio para atrair indústrias. Quero reafirmar minha disposição em apoiar Rio Verde em todas as suas demandas para a industrialização.



Rio Verde - aeroporto

O governo federal através da Secretaria de Aviação Civil tem um plano para melhorar os aeroportos mais importantes do país. Mas o país está parado por esses dias. Nada funciona no governo federal. A economia vai ficar parada enquanto esse processo de impeachment não for resolvido.



Apoio a candidatos a prefeito

Gostaria de não falar sobre política nesse momento. Falaremos quando chegar a hora.



Energia sucroalcooleira parceria com a Celg

Nós temos a Celg Distribuição e temos a Celg Geração e Transmissão que é 100% do governo do Estado e uma das mais agressivas do país. E está realizando parcerias com usinas em todo o Estado. Estamos à disposição de todas as empresas que quiserem consorciar com a gente. A Celg GT é um gigante. Aliás, o grande problema da Celg foi o fato da Usina de Cachoeira Dourada ter sido vendida em 97. O que estamos fazendo hoje é o inverso. Estamos buscando ampliar nosso espaço na transmissão e geração de energia, porque isso quase não custa nada.



Recapeamento do asfalto de Acreúna e obras da Saneago

Nós priorizamos este ano a manutenção e reconstrução das rodovias estaduais, que são de responsabilidade exclusiva do governo estadual. Quanto às vias municipais, que são de responsabilidade das prefeituras, quando nós tivermos recursos iremos atender às prefeituras. Nós ainda não temos esses recursos, devido à crise a arrecadação nos Estados caiu demais. Logo que tivermos condições, nós vamos com certeza fazer políticas de parcerias de recapeamento com as prefeituras. Quanto à Saneago nós vamos fazer mais investimentos, quase R$ 40 milhões para concluir o sistema de esgoto.



Obras feitas por Marconi em Rio Verde

Além de muitas parcerias com as prefeituras, ajudei ao prefeito Juraci Martins a terminar de asfaltar os povoados de toda a cidade de Rio Verde. Fizemos o sistema de esgoto em uma parceria público-privada. Só as rodovias que fizemos em meu governo já valeria. E a viabilização de indústrias que foram para o município. As rodovias que ligam Rio Verde a Paraúna e Rio Verde a Santa Helena são R$ 70 milhões. Ajudei muito durante meus mandatos de governador e senador a viabilizar recursos para duplicar as rodovias entre Goiânia, Rio Verde e Jataí.



Retomada de repasse para a secretaria municipal de Saúde de Jataí

Nós estamos procurando regularizar esses convênios que são de fortalecimento do trabalho dos prefeitos. Sempre tive parceria com o prefeito Humberto em relação a repasses aos hospitais municipais e leitos de UTI e isso vai continuar.



Vitória de Goiás no Supremo dos juros da dívida do Estado

A nossa preocupação agora é com o custeio da máquina pública e depois iniciar novos investimentos. Essa vitória que tivemos vai nos dar uma economia de 500 milhões de reais este ano.



H1N1

Temos atuado em parceria com os municípios em muitas frentes. Estamos fazendo todo o monitoramento epidemiológico no Estado inteiro. Saímos na frente em relação à contenção da proliferação do Aedes nesses primeiros meses do ano. Vamos dar suporte e vacinação à população.



Impeachment da presidente Dilma

Pelas informações que tenho recebido é muito provável que na Câmara seja aprovado.



OSs na Educação

As Oss cuidarão da gestão das escolas, valorizando os professores, mas principalmente cuidando do aluno. O foco do Estado tem que ser o aluno. Ele tem que aprender para valer. Nossa experiência na Saúde é muito exitosa. Nosso objetivo é melhorar o sistema de ensino para que o filho do pobre tenha condições de estudar em escolas boas e em boas universidades.



Crise

A crise econômica está vinculada à crise política. Resolvendo a política, resolveremos a crise econômica. E outra crise precisa ser resolvida que é a crise ética, moral e da corrupção.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio entrega título de Cidadã Goiana a cantora Joelma
Fundo Nacional do Idoso é aprovado na Câmara
Aval do TCU é suficiente para cessão onerosa, dizem técnicos da Corte
Acordo possibilitará investimentos privados em segurança pública
Vazamento de óleo afetará reprodução da fauna em mangue, diz ONG
Temer e Bolsonaro lamentam tragédia em Campinas
Jungmann coloca PF à disposição para apuração de caso de Campinas
Ministro da Cultura inicia comemorações aos 200 anos da independência

MAIS NOTICIAS

 

Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
 
 
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
 
 
Diálogo Brasil debate projeto Escola sem Partido
 
 
Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social
 
 
Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus
 
 
ONG homenageia policiais militares mortos no estado do Rio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212